Z1 Cidades

Araras: Com fadas e personagens encantados, professora ensina crianças a combaterem o Aedes aegypti

Redação
Escrito por: Redação
Contos foram trabalhados em várias escolas da rede estadual e estão disponíveis na internet.

A iniciativa de uma educadora de Araras (SP) tem ajudado os alunos do ensino fundamental a aprenderem como combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela.

O projeto faz sucesso entre a garotada porque é bem simples. Ela escreveu livros digitais que, por meio de personagens de um mundo encantado, fala sobre problemas reais e tem inspirado a garotada.

As histórias são apresentadas em um telão. Ao mesmo tempo em que aprendem a ler e escrever, as crianças conviven com a tecnologia.

Em um dos contos, “Belinha e a fadinha Rosa Flor encantam as crianças do castelo e alucinam as fadas professoras”, o enredo conta a ação das fadinhas para avisar as crianças de que não podem mais brincar no jardim por causa do mosquito, um inimigo bem pequenininho, mas que pode causar muitos problemas.

A história fez a aluna Adrielly de Medeiros, de 9 anos, a lembrar que sua mãe já foi vítima de uma das doenças transmitidas pelo mosquito. “Minha mãe não estava muito bem e aí ela foi ao médico e descobriu que estava com dengue”, contou.

Iniciativa

Quem teve a ideia foi a professora Silvana Michelin, que já escreveu quatro livros digitais, sempre com a Fadinha Rosa Flor como personagem principal. As histórias se passam em castelos e jardins, montando um clima de magia.

“Elas precisam estar inseridas neste contexto de dengue, de escorpião, mas são temas um pouco pesados para gente chegar e só falar, então a gente dá um encantamento para elas lembrarem”, disse.

Além de serem alfabetizadas com as histórias, as crianças montam uma apresentação de teatro na qual passam para os colegas os conceitos que aprenderam e orientam sobre os cuidados que devem ser tomados com o mosquito.

O sucesso foi tanto que a diretora regional de ensino, Maria Auxiliadora da Silva Campos, disse que o projeto foi ampliado para outras escolas da rede estadual da cidade. “Isso foi uma sacada muito legal e toda a rede adotou. A gente está levando até para os outros municípios, inclusive”, afirmou.

Aprendizado

Alunos fazem atividades sobre o mosquito Aedes aegypti em Araras (Foto: Reprodução/EPTV)

Após a experiência em sala de aula, os alunos levam os ensinamentos para a vida. “Eu achei um copo em pé, então eu virei. Eu também achei um pneu que era meu e eu abaixei o pneu. Meu pai e meu irmão também ajudaram”, contou o estudante de 10 anos, Luiz Antonio Garcia.

“Meu filho chegou em casa ensinando, nos policiando, contando a história, querendo arrumar, principalmente por se preocupar com a irmãzinha de dois anos”, contou Rogéria Flaviana de Freitas, mãe de um dos alunos .

Todas as histórias escritas pela professora estão disponíveis no blog.

Imagem: Reprodução/EPTV

Com informações do G1

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: