Indaiatuba

Funcionamento do Parque da Criança será alterado neste dia 13

Gilson Azevedo
Escrito por: Gilson Azevedo
Com alteração no tratamento da água, exame médico e carteirinha não serão exigidos

O Parque da Criança terá mudanças nas regras de utilização para a parte molhada a partir deste domingo (13). A Secretaria de Urbanismo e do Meio Ambiente, que é responsável pela manutenção do serviço, alterou o tratamento da água das piscinas e por conta desta alteração o exame médico e carteirinha não serão mais exigidos.

O cadastro e o agendamento das visitas continuam e são realizados exclusivamente pelo site da Prefeitura (www.indaiatuba.sp.gov.br). Se houver vagas disponíveis, respeitando o limite de pessoas e regras, usuários não cadastrados e sem agendamento poderão entrar no espaço. Caso o usuário não consiga comparecer na data marcada, pede-se que o mesmo desmarque a visita para liberar o acesso para outra pessoa.

Outra novidade é que toda sexta-feira e último domingo do mês o Parque Aquático será aberto para visitação das crianças de toda faixa etária permitida, ou seja, de 0 a 15 anos. Para os outros dias continuam valendo as divisões de horário por idade, que podem ser conferidas abaixo.

O secretário de Urbanismo, Leandro Dias de Souza, informou que as adaptações das regras serão revistas conforme as demandas surgirem. “Fomos pesquisar como os Parques particulares tratam suas piscinas, pois nenhum exige exame médico.  Também reforçamos que para garantir o acesso ao Parque no dia desejado, a melhor maneira é fazer o cadastro no site e agendara visita. Como o prefeito Nilson Gaspar explicou durante a inauguração do Parque, estamos em um período de experiência e devemos fazer outras adaptações conforme formos percebendo a necessidade”, argumentou.

O acesso à parte molhada do Parque da Criança continua sendo permitido apenas por crianças de até 15 anos e 11 meses de idade, acompanhadas dos pais ou de um adulto responsável. Para entrar na parte aquática do Parque, tanto as crianças como os responsáveis precisam estar de traje de banho, não transparente, como maiô, biquíni, sunga ou bermuda de lycra ou tactel. Botões, zíper ou ilhós também não são permitidos. Roupas de algodão não são recomendadas pelos fabricantes dos brinquedos.

Acesso

Para melhor segurança e comodidade dos usuários, hoje (10) a Secretaria de Obras começou abrir um acesso exclusivo para o estacionamento do Parque da Criança. As obras deverão ser concluídas até o início da próxima semana. As catracas para entrada no Parque foram retiradas.

Funcionamento

O horário de funcionamento é de quarta a domingo, das 8h às 19h, inclusive aos feriados. Já o acesso ao Parque Aquático é dividido em dois períodos, de manhã das 9h às 12h, e à tarde das 13h30 às 16h30.

Às quartas-feiras são atendidas crianças de 0 a 11 anos, das 9h às 12h e das 13h30 às 16h30. Às quintas, das 9h às 12h haverá atendimento institucional destinado a escolas e entidades, e das 13h30 às 16h30, crianças de 0 a 11 anos. Os sábados e domingos, exceto o último domingo do mês, são reservados para crianças de 0 a 11 anos, tanto das 9h às 12h, como das 13h30 às 16h30.

Toda sexta-feira e último domingo do mês o Parque Aquático terá acesso liberado para crianças na faixa etária de 0 a 15 anos.

Nas segundas e terças-feiras o Parque fica fechado para manutenção.

Parque

O Parque da Criança foi construído no Parque Ecológico, na altura do Jardim do Vale, em uma área de 22 mil. Desse total, 3.501m² são exclusivos do Parque Aquático, que é cercado e possui uma portaria própria para controle do acesso apenas para pessoas previamente cadastradas. A grande atração da parte molhada é o toboágua com 60 metros de comprimento. São quatro escorregadores que conduzem a uma piscina medindo 10x14m de área, e um metro de profundidade. A altura mínima exigida para o uso do tobogã é de 1,20m.

Para os menores, a parte aquática oferece uma lâmina de água medindo 30 por 50 metros, com 30 centímetros de profundidade, repleta de atrações como escorregadores em formato de animais, cachoeira com balde gigante, chuveirões em formato de cogumelos, bengalas e esguichos de água.

Os visitantes têm a sua disposição banheiros, vestiários e armários para guarda-volumes. As regras para utilização dos armários incluem a apresentação de um documento com foto.

Quem ainda não se cadastrou para o Parque Aquático, também pode se divertir na área seca do Parque da Criança, com 18.654m². Nela o acesso é livre. Nesta parte estão instalados 12 quiosques com mesas e bancos para piquenique, labirinto verde, playground em grama sintética com brinquedos temáticos em fibra, com livre acesso a todo o público.

A lanchonete e a tirolesa também ficam nessa área, mas ainda não estão funcionando. Assim como os pedalinhos do Parque Temático, a tirolesa será administrada pelo concessionário da lanchonete, cujo processo de licitação está em andamento. Essa atração é para quem gosta de aventura. A tirolesa tem 120 metros de comprimento e atravessa o lago do Parque Ecológico no sentido do Parque Temático, onde foi construída uma ponte.

As salas de administração e de apoio e a Enfermaria ficam ao lado da portaria. O estacionamento tem capacidade para 100 veículos.

Imagem de capa Giuliano Miranda – RIC/PMI

 

Sobre o autor

Gilson Azevedo

Gilson Azevedo

Jornalista - MTB 0081 948/SP.
Simplesmente apaixonado por boteco.
Contato: [email protected]

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: