Gastronomia Karina Bertocco

Moqueca X Moqueca

Karina Bertocco
Escrito por: Karina Bertocco

Por Karina Bertocco – Estava eu pensando sobre qual assunto escrever para essa semana… Carnaval! Para muitos brasileiros a semana mais esperada do ano, e para muitos gringos também! Daí me passou pela cabeça um prato bem típico brasileiro que é uma ótima pedida para quem vai passar o carnaval na praia, ou pulando em salvador ou sambando no Rio! Ou mesmo escondido do mundo, apenas descansando. Não importa…

Este prato pode ser feitos de várias formas e com vários ingredientes, inclusive uma versão vegana que eu te garanto, vai conquistar até mesmo quem faz cara feia para essa palavra.

Hoje vamos falar um pouquinho sobre a famosa Moqueca. Você sabia que temos no Brasil duas versões desse delicioso prato? A moqueca que vou aconselhar a fazer hoje é a capixaba, por ser um pouco mais leve do que a Baiana. Na baiana usa-se leite de coco e azeite de dendê, além dos pimentões e também da pimenta dedo de moça, que é uma ótima pedida para um clima um pouco mais frio, isso é a opinião pessoal. Já na versão capixaba do prato só usa-se caldo de peixe e óleo de urucum, assim tem um resultado de um prato com bastante sabor de peixe e mais leve também.

Ambas tem como tempero característico o coentro, porém para os paulistas paulistanos que não curtem muito essa erva, nada impede de trocá-la por salsinha ou cebolinha.

Você pode fazer o seu próprio óleo de urucum colocando as sementes em uma panela com azeite, deixando no fogo por aproximadamente 5 minutos, mas não deixe o azeite começar a fritar. Tire do fogo antes disso, ele já terá uma coloração bem avermelhada. Coe e use. Caso não queira usar azeite, pode usar outro óleo vegetal, sem problemas. A proporção é meio litro de azeite/óleo para 100 g de sementes de urucum (você encontra facilmente em lojas de produtos naturais).

Para a moqueca vamos precisar de:

1 kg de peixe (de preferência com a carne firme: robalo ou cação são boas opções. Ou frutos do mar como camarões e lulas, ficam divinos nesse prato)

200 ml de óleo de urucum

4 dentes de alho picados

1 cebola grande picada

5 tomates grandes cortados em cubos, sem as sementes e sem pele.

1 limão

+ ou – 200 ml de caldo de peixe

coentro ou salsinha ou cebolinha a gosto

Sal a gosto

Pimenta a gosto

Modo de preparo

Corte o peixe em postas médias e tempere com um pouco de sal, pimenta e limão. Deixe descansar na geladeira por 30 minutos.

Em uma panela de barro (ou de ferro) coloque o óleo de urucum e doure um pouco o alho. Depois coloque a cebola picada, refogue por aproximadamente um minuto. Acrescente os tomates em cubinhos e refogue por mais um tempo. Espere formar um caldinho no fundo da panela. Só depois acrescente as postas de peixe bem acomodadas, lembre-se que depois você não poderá mexer para não desmontar a moqueca. Tempere com sal e pimenta,  coloque o caldo de peixe (tem que cobrir as postas) e deixe cozinhar por aproximadamente 20 minutos em fogo médio. Se precisar, acerte os temperos. E na hora de servir acrescente o coentro/salsinha ou cebolinha picados por cima. Tradicionalmente é servida com arroz e pirão de peixe, mas nada impede de você substituir por uma farofa ou uma batata palha, ou mesmo aquele meu chips de mandioquinha que fez sucesso na minha página! J

Caso opte por uma versão vegetariana, pode usar a pupunha, banana da terra ou mesmo cogumelos no lugar no peixe. Eu garanto para você que fica divino. Apenas troque também o caldo de peixe por caldo de legumes (Acho que nem preciso falar que esses caldos devem ser caseiros e não aqueles artificiais cheios de química, sódio e aditivos né?) . Independente da versão, você tem nas mãos um prato delicioso, prático, rápido e leve; que é essencial para esse calorão que estamos passando. Se fizer me conta!?

Bom apetite!

Imagens: Reprodução

Sobre o autor

Karina Bertocco

Karina Bertocco

Formada em Gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi, com curso de harmonização na Le Cordon Bleu em Paris, cursos de confeitaria e panificação na escola do Chef Rogério Shimura. Apaixonada por viagens, passei por mais de 20 países conhecendo novos sabores e culturas.

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: