- Propaganda -
Início Entretenimento A vida íntima de George Harrison, um Beatle nem tão calado nem...

A vida íntima de George Harrison, um Beatle nem tão calado nem tão pacato

Sai pela primeira vez em espanhol ‘I me mine’, um livro onde o músico, morto há mais de 20 anos, descreve suas angústias e vícios, expondo a sua complexa personalidade

George Harrison em 1969, numa foto, como todas desta reportagem, cedida pela editora Livros del Kultrum.

“Não aguento mais. Decidi: até aqui chegamos. Isto já não está mais divertido, estar nesta banda é deprimente, tudo isto é uma merda, obrigado, vou embora… John e Yoko tinham uns chiliques terríveis e passavam o tempo todo gritando um com o outro. Saí da banda, voltei para a minha casa… e escrevi esta toada”. George Harrison fez esse texto para acompanhar a canção Wah-wah, incluída em sua obra-prima, All things must pass, que para muitos é o melhor disco solo de qualquer ex-Beatle. “Wah-wah é uma dor de cabeça”, conta na mesma nota. A canção diz: “Você fez de mim um grande astro, porque eu estava lá na hora certa. / Mas já não preciso de nenhum wah-wah, sei como a vida pode ser doce se eu conseguir me afastar”.

Continue lendo no El País

Sair da versão mobile