Indaiatuba

Aids: Na contramão do estado, RMC registra aumento de 6% nos casos, diz secretaria

Redação
Escrito por: Redação
O boletim epidemiológico divulgado nesta terça (11) apontou a redução, no estado, dos casos de aids entre as mulheres.

Na contramão do estado de São Paulo, que apresentou queda nas notificações de casos de aids entre 2015 e 2016, o Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) de Campinas (SP) registrou alta de 6,01% nas notificação no mesmo período. Os dados estão no boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (11) pelo Centro de Referência e Treinamento DST/AIDS-SP, da Secretaria de Estado da Saúde.

O GVE de Campinas, que atende 31 municípios, contabilizou 635 casos em 2016, ante 599 do ano anterior. No estado, foram 6.794 notificações em 2016, contra 7.242 do ano anterior.

Dos 28 GVEs do estado, 19 apresentaram redução nas notificações de aids entre 2015 e 2016. O pior desempenho foi do GVE de Piracicaba, com alta de 28,35% no período.

Taxa de mortalidade

Quando o assunto é taxa de mortalidade, o GVE de Campinas apresenta números menores que o registrado no estado em 2016. Foram 6,2 casos para cada 100 mil habitantes entre indivíduos do sexo masculino, e 3,3 entre as mulheres. A média, no estado, ficou entre 7,9 (masculino) e 3,8 (feminino).

Com 1,1 milhão de habitantes, Campinas registrou o maior número de mortes pela doença em 2016, com 72 óbitos (43 homens e 29 mulheres).

Mortes por aids no GVE Campinas em 2016

Município Masculino Feminino Total
Águas de Lindóia 1 1
Americana 10 4 14
Amparo 1 1
Atibaia 2 2 4
Bom Jesus dos Perdões 1 1
Bragança Paulista 4 2 6
Cabreúva 1 1
Campinas 43 29 72
Campo Limpo Paulista 2 1 3
Cosmópolis 2 1 3
Hortolândia 10 2 12
Indaiatuba 5 4 9
Itupeva 2 2 4
Jaguariúna 1 2 3
Jundiaí 11 6 17
Lindóia 1 1
Louveira 2 1 3
Monte Mor 1 2 3
Nazaré Paulista 1 1
Nova Odessa 1 1
Paulínia 1 3 4
Pinhalzinho 2 2
Piracaia 1 1
Santa Bárbara d’Oeste 6 5 11
Serra Negra 1 1
Socorro 1 1 2
Sumaré 16 1 17
Valinhos 3 3
Várzea Paulista 2 2 4
Vinhedo 1 1 2
Total 134 73 207

Dados do estado

O boletim epidemiológico divulgado nesta terça (11) apontou a redução, no estado, dos casos de aids entre as mulheres. Em 10 anos, o número de notificações caiu 43,6%. Foram 3.030 mulheres diagnosticadas com a doença em 2007, e 1.707 no ano de 2016.

A participação das mulheres no número total de casos também caiu em dez anos: de 35% para 25% do total de notificações. Com informações do G1

Imagem: reprodução

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: