Z1 Gastronomia

Aprenda como fazer Feijão-de-tropeiro: receita para comer rezando

Redação
Escrito por: Redação

Ingredientes:

– 1 kg de feijão roxinho
– 1 cebola, picada em pedaços grandes
– 4 dentes de alho fatiados
– 1 colher (sopa) de tempero caseiro (alho e sal)
– 200 g de farinha de mandioca
– 300 g de torresmo frito
– 500 g de linguiça em rodelas e fritas
– 10 ovos mexidos
– 200 g de bacon picado
– Cheiro-verde a gosto

Doces:

– Figo recheado, pé de moleque, doce de leite, de mamão – O que não falta é opção para saborear produtos feitos pelas mágicas mãos de Geni Jesus Batista, experiente doceira da zona rural de Sabinópolis. Contato:(33) 9956-6351

Como fazer Feijão-de-tropeiro:

Cozinhar o feijão em panela de pressão por 40 minutos depois que der pressão. Escorrer a água e lavar os grãos. Reservar. Em uma panela, fritar o bacon em sua própria gordura. Reservar e, na mesma gordura, refogar a cebola, o alho e o tempero. Quando a cebola murchar, pôr o feijão escorrido. Abaixar o fogo e deixar o feijão por cinco minutos na panela, mexendo com o cuidado para não desfazer os grãos.

Pôr a farinha e misturar. Fora do fogo, pôr os ovos, o torresmo, a linguiça e o bacon. Misturar sem amassar o feijão. Servir com couve refogada e carne de pernil.

Clássico da mineiridade

Torresmo, linguiça, bacon, ovo, farinha, feijão e couve. Não precisa pensar muito para adivinhar, num estalo, a que prato pertencem esses ingredientes. Basta ser mineiro para adivinhar que é do feijão-de-tropeiro de que estamos falando. Mas erra quem pensa que a receita dessa iguaria mineira é sempre a mesma. Os ingredientes podem até não variar muito, mas, ao rodar pelas cozinhas do estado, percebe-se que, a cada canto, o prato ganha um toque especial.

Em Sabinópolis, a 267 quilômetros de BH, não precisa perguntar a muita gente para se chegar ao tropeiro mais famoso da cidade. Preparado pelo casal Eduardo Lucas Felipe e Denise Moreira da Cruz Felipe, o prato faz a festa dos frequentadores da Padaria e Restaurante Pão de Mel e das festas preparadas por eles em um buffet próprio. O segredo da receita começa pela escolha do feijão. Em vez do tradicional carioquinha, o casal prefere o roxinho, apostando no sabor mais marcante.

Outra dica importante é lavar e escorrer os grãos, além de preparar os ingredientes separadamente e misturá-los depois, sem amassar nada. O feijão fica mais soltinho e não fica muito gorduroso, conta Eduardo. Segundo ele, o feijão-de-tropeiro é o prato principal da Festa do Rosário na cidade, quando a iguaria é servida a mais de 1 mil pessoas. Diante de uma delícia como essa, pecado é não experimentar.

Com informações Do Portal Estado de Minas

Imagem de capa: Reprodução

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: