Futebol Internacional

Austrália e Islândia querem boicote a Copa do Mundo de 2018

Redação
Escrito por: Redação

O governo islandês anunciou nesta terça-feira (27) a suspensão dos seus contatos ao mais alto nível com a Rússia, o que inclui um boicote à Copa do Mundo de 2018, que se realiza em território russo, de 14 de junho a 15 de julho.

Além disso, Julie Bishop, responsável pela pasta dos Negócios Estrangeiros do executivo australiano, sugeriu que, além de expulsar dois diplomatas russos de seu país, mais formas de retaliação à Rússia poderão ocorrer, entre elas a possibilidade de haver boicote diplomático ao Mundial de 2018, noticiou a Reuters.

Em causa está o envenenamento do ex-espião russo Sergei Skripal e da sua filha em Salisbury, no Reino Unido. A Rússia é acusada de ser responsável pelo ataque.

“Entre as medidas tomadas pela Islândia está o adiamento temporal do diálogo bilateral ao mais alto nível com as autoridades russas. Em consequência, os líderes islandeses não assistirão ao Mundial de futebol”, assinalou, em comunicado, o ministério dos negócios estrangeiros da Islândia.

Vale lembrar que o Reino Unido já informou que nenhum dirigente britânico irá assistir ao vivo, em representação do país, a jogos da Copa.

O caso Skripal provocou uma grave crise diplomática entre a Rússia, o Reino Unido e os países ocidentais. Em 14 de março, Londres anunciou a expulsão de 23 diplomatas russos do território britânico e o congelamento das relações bilaterais. Moscou respondeu expulsando 23 diplomatas britânicos e suspendendo a atividade do British Council na Rússia.

Na segunda-feira, os Estados Unidos, o Canadá, e mais 14 países da União Europeia também expulsaram diplomatas russos de seus territórios, em solidariedade ao  Reino Unido. Com informações do Notícias Ao Minuto.

Imagem de capa:Reuters

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: