Esportes em Geral

Campeão olímpico do martelo é atração no GP Brasil de Atletismo

Redação
Escrito por: Redação

O Grande Prêmio Brasil de Atletismo 2018 terá dezenas de atrações internacionais no próximo domingo, a partir das 13h30 (de Brasília), no Estádio do Centro Nacional do Desenvolvimento do Atletismo, na cidade de Bragança Paulista, em São Paulo. As provas de arremesso e lançamentos terão atletas do Brasil e exterior que estão entre os melhores do mundo.

O campeão olímpico no Rio 2016, com 78,68 m, Dilshod Nazarov, do Tadjiquistão, confirmou sua participação no lançamento do martelo. Seu recorde pessoal é de 80,71 m, obtido em Halle, na Alemanha, em 2013. Este ano, Nazarov obteve 78,18 m em Chorzów, na Polônia, e ocupa a quinta colocação no Ranking Mundial.

O britânico Nick Miller, outra atração na prova, no GP Brasil, é o terceiro colocado no Ranking Mundial com 80,26 m, marca alcançada em Gold Coast, na Austrália. O Brasil terá dois representantes de respeito, Wagner Domingos finalista olímpico no Rio 2016, e Allan Wolski. Recordista sul-americano da prova com 78,63 m, Wagner, conhecido como Montanha, tem 74,56 m como melhor resultado do ano. Já Allan Wolski tem o recorde pessoal de 75,22 m, alcançado em São Bernardo do Campo.

Além de constar do programa do GP Brasil, que faz parte do IAAF World Challenge, um dos principais circuitos do Atletismo internacional, a prova também integra o Hammer Throw Challenge.

No arremesso do peso, o brasileiro Darlan Romani é o atleta mais bem ranqueado na competição: quarto colocado, com 21,95 m, marca conseguida na etapa da Liga Diamante de Eugene, nos Estados Unidos. O brasileiro, quarto colocado no Mundial Indoor de Birmingham, terminou em quinto lugar na Olimpíada do Rio. O seu maior adversário deve ser o nigeriano Chukwuebuka Enekwechi, que tem 21,18 m como recorde pessoal, estando em 11º lugar no Ranking da IAAF. A marca foi obtida em Charlottesville, nos Estados Unidos.

No lançamento do disco, o norte- americano Rodney Brown e o jamaicano Traves Smikle estão entre os favoritos. Rodney lançou este ano 65,33 m, em Chicago, nos Estados Unidos, enquanto Traves tem 67,72 m, alcançados em janeiro em Kingston, na Jamaica.

No peso feminino, a jamaicana Danniel Thomas-Dodd é o grande nome. Quinta colocada no Ranking Mundial com 19,36 m, marca conseguido em Gold Coast, na Austrália. Entre as adversárias estão a norte-americana Daniella Hill, que tem 19,64 m como recorde pessoal e 18,02 m como melhor do ano. A força brasileira da prova é Geisa Arcanjo, finalista olímpica em Londres 2012 e Rio 2016. A brasileira tem como recorde pessoal 19,02 m, alcançado no Estádio Olímpico de Londres, em 2012.

Já o lançamento do disco feminino, a paraibana Andressa de Morais entra na prova, com o seu melhor resultado da temporada: 63,77 m, alcançados na Liga de Diamante de Doha, no Catar. Ela é a recordista sul-americana da prova, com 64,68 m, marca obtida em Assunção. Fernanda Borges tem 64,01 m como pessoal.

Imagem: Reprodução /  Wagner Carmo/CBAt

Com informações da Gazeta Esportiva

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: