Futebol Internacional

CAS amplia punição de Guerrero para 14 meses, e atacante está fora da Copa

Redação
Escrito por: Redação

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) ampliou nesta segunda-feira a punição por doping do atacante Paolo Guerrero para 14 meses, decisão que o impede de disputar a Copa do Mundo na Rússia.

Após testar positivo em um exame realizado em outubro depois de partida contra a Argentina pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo, a Fifa impôs em novembro uma suspensão de um ano ao atacante. A punição foi reduzida posteriormente pelo Comitê de Apelação da entidade para seis meses, já cumpridos por Guerrero.

Não satisfeito com a redução da punição, o jogador recorreu à CAS para pedir a absolvição do caso. Simultaneamente, a Agência Mundial Antidoping (Wada) pediu uma ampliação da punição de um a dois anos, preferencialmente 22 meses.

A corte realizou uma audiência sobre o caso no último dia 4, data que marcava o fim da suspensão, e revelou nesta segunda-feira a aceitação de parte da solicitação para aumentar a pena. Com a condenação de 14 meses, Guerrero está suspenso pelos próximos oito, por já ter cumprido os seis primeiros.

Para a CAS, ficou provado que o jogador descumpriu a legislação antidoping e, apesar de “não pretender melhorar o seu rendimento com a ingestão de uma substância proibida, agiu de maneira negligente, já que poderia ter adotado medidas para prevenir a comissão de uma infração de doping”.

Segundo o tribunal, “considerado isto e de acordo com as regras aplicáveis da Fifa por doping, a sanção deve estar na categoria entre um e dois anos de suspensão”, por isso “o painel da CAS considerou que a sanção apropriada deveria ser de 14 meses, segundo o grau da falta de Guerrero”.

O jogador peruano testou positivo por benzoilecgonina – principal metabolito da coca e derivados como a cocaína – em um exame antidoping realizado após o empate em 0 a 0 entre Peru e Argentina no dia 5 de outubro de 2017 no estádio da Bombonera, em Buenos Aires.

Após a audiência realizada no início de maio na CAS, Guerrero se mostrou otimista sobre o resultado. Além do recurso da Wada, a Fifa também solicitou o aumento da pena que a própria organização tinha reduzido, segundo explicaram os advogados do jogador.

Cumpridos os seis meses de sanção, Paolo Guerrero voltou a jogar no último dia 6 pelo Flamengo, contra o Internacional, ao entrar no segundo tempo da partida. No último domingo, o atacante foi titular e marcou um gol contra a Chapecoense.

A Federação Peruana de Futebol já havia enviado à Fifa uma lista com os nomes de 25 jogadores pré-convocados pelo técnico Ricardo Gareca para a Copa do Mundo. Paolo Guerrero foi um dos nomes escolhidos e inclusive tirou fotos protocolares para o torneio nesta segunda-feira, antes da divulgação da decisão da CAS.

Da EFE

Imagem de capa: O atacante Paolo Guerrero. EFE/ Marcelo Sayao

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: