Sexo

Coito interrompido pode engravidar? Estudo revela as possibilidades

Redação
Escrito por: Redação
Para os pesquisadores, é muito arriscado utilizar esse método de retirar o pênis da vagina antes da ejaculação, mas se for feito certo pode funcionar

Não é difícil encontrar homens que não gostam e até se recusam a usar preservativos. Alguns afirmam que eles diminuem o prazer na hora do sexo e afirmam até  brochar quando colocam a camisinha . Sendo assim, interromper a penetração antes da ejaculação é uma técnica que muitos casais usam para evitar o preservativo, mas, mesmo reduzindo as chances, o chamado coito interrompido pode engravidar a mulher.

Shutterstock

Coito interrompido pode engravidar, pois o homem pode liberar espermatozoides pelo líquido seminal antes da ejaculação

Apesar de o método ser tão antiquado quanto parece, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos constatou que, nos últimos cinco anos, a técnica se consolidou como a segunda forma mais popular de controle de natalidade, sendo usada por casais de diversas idades. Mas, afinal, até que ponto isso é eficaz? Quando o coito interrompido pode engravidar ? Um estudo recente apontou todas essas possibilidades.

De acordo informações do portal britânico “Men’s Health”, um relatório elaborado pelos pesquisadores do CDC aponta que 60% das mulheres apoiam os homens que querem ter  relações sexuais sem caminha  e preferem o coito interrompido. Apesar de esse método ter chances de funcionar em determinadas situações, as estatísticas indicam que ele é algo extremamente arriscado.

Quando feito corretamente, interromper o coito pode realmente ser bastante eficaz na prevenção da gravidez . Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, os casais que usam esse método de retirada perfeitamente têm apenas 4% de chance de engravidar no período de um ano.

O grande problema apontado pelos especialistas é que tirar o pênis no momento certo todas as vezes não é uma tarefa fácil para os homens – principalmente os que estão entre a adolescência e a juventude. É comum, por exemplo, que os homens interrompam a penetração com pressa correndo quando já começaram a liberar o esperma e, por conta disso, o risco de haver uma gravidez aumenta em 22%.

Coito interrompido pode engravidar por outros fatores

O coito interrompido pode engravidar porque é muito difícil para o homem conseguir controlar a ejaculação durante o sexo
shutterstock

O coito interrompido pode engravidar porque é muito difícil para o homem conseguir controlar a ejaculação durante o sexo

Além disso dessa dificuldade, há ainda outro fator que deve ser levado em consideração. Mesmo aplicando a técnica corretamente, é preciso lembrar que, a partir do momento em que está excitado, o homem libera o líquido pré-ejaculatório (ou líquido seminal). Se ele tiver feito sexo ou se masturbado antes dessa relação, pode ser que esse líquido contenha resquícios de espermatozóides, gerando riscos para a mulher que não quer engravidar.

Os pesquisadores também ressaltam que o preservativo é o único método que previne contra DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) e o temido vírus da Aids, pois mesmo essas doenças sendo transmitidas através de fluídos corporais (como sangue e esperma) a contaminação pode ocorrer através dos  fluidos vaginais e pré-ejaculatórios liberados durante o sexo.

A conclusão é que, para evitar uma gravidez indesejada e a transmissão de doenças, o melhor é evitar essa técnica porque coito interrompido pode engravidar , sim! Se mesmo assim o casal decidir continuar contando com a sorte, o indicado é procurar técnicas para ter mais autocontrole no sexo e, assim, conseguir interromper a penetração no tempo certo.

Fonte: Deles – iG @ https://deles.ig.com.br/sexo/2018-08-21/coito-interrompido-pode-engravidar.html

Imagem de capa: Shutterstock

 

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: