Como planejar uma cozinha organizada e charmosa

Henrique Ribeiro/Meet Arquitetura

Planejar a  arquitetura e decoração de uma cozinha não é fácil. Porém, a partir da composição do espaço até ao estilo dos eletrodomésticos, é possível planejar a cozinha para que ela seja a protagonista da casa. Com um projeto preocupado com os detalhes, pode-se criar  ambientes inspiradores  e funcionais no dia a dia.

“Um exemplo disso é que todo mundo quer bastante  armários mas, dependendo do espaço, isso pode não deixar a estética bacana”, explica a arquiteta Flávia Nobre. Por esse motivo, é muito importante que a  cozinha . Nobre e sua sócia, a designer de interiores Roberta Saes, dão a seguir algumas dicas para deixar a sua cozinha com cara de capa de revista, sem perder a praticidade que este espaço precisa ter no cotidiano.

Necessidades dos donos deve ser fio condutor da cozinha

Nobre explica que antes mesmo de começar a pensar no projeto, é preciso ter duas coisas em mente: a funcionalidade do espaço e os equipamentos mais usados pelos moradores. “Quem vai utilizar essa cozinha, com qual frequência e para que fim são perguntas necessárias para estabelecer como o cômodo vai funcionar”.
Com essas respostas em mente, é mais fácil pensar em quais materiais serão implementados no projeto e ajudará na escolha de  eletrodomésticos e, se necessário for, dos móveis. “Não adianta propor tudo pequeno, mesmo que a cozinha seja pequena, porque isso depende. É preciso adequar e alinhar a questão a partir da rotina, funcionalidade e os eletrodomésticos para o planejamento ser perfeito”, ressalta.

Circulação na cozinha facilitada

Por se tratar de um cômodo que requer ptraticidade e ser usado por diversas pessoas ao mesmo tempo, é preciso que uma boa circulação seja adotada. Por esse motivo, existem pontos estratégicos que podem ser adotados no planejamento da cozinha .
Um deles, segundo Nobre, é nunca posicionar a geladeira ao lado da pia ou do fogão. “A pessoa precisa dos dois lados da pia: um para escorredor e outro para apoiar alimentos secos. Então é importante garantir a circulação da pessoa que está cozinhando e da pessoa que está lavando a louça”, diz.
No caso das cozinhas que são projetadas com ilha , a arquiteta ressalta a importância de não colocar cuba, por exemplo, de costas para a bancada do cooktop. “Se duas pessoas estiverem trabalhando, uma vai ficar esbarrando na outra. Além disso, é importante respeitar ao menos 90 cm de passagem”, afirma.
Como dica, Nobre afirma que é preciso pensar a circulação perfeita em um triângulo, em que uma ponta está a cuba, na outra a geladeira e, por fim, o fogão ou cooktop.
Leia na íntegra no IG