Futebol Internacional

Croácia e Inglaterra fazem confronto por classificação histórica

Redação
Escrito por: Redação

EFE -Inglaterra e Croácia entrarão em campo nesta quarta-feira, no Estádio Luzhniki, em Moscou, para a disputa da segunda semifinal da Copa do Mundo, em um duelo que promete ser bastante emocional para as duas equipes, que buscam uma classificação histórica.

Pelo lado inglês, a vitória no confronto significará apenas a segunda decisão de Mundial para a seleção mais velha do mundo. A final de 1966, vencida em casa pelo time comandado por Gordon Banks, Bobby Moore e Bobby Charlton, é a única disputada até hoje pelo ‘English Team’, entre Copa e Eurocopa.

Já os croatas não passaram das semifinais em nenhuma das competições e estão atrás de um feito inédito. O melhor desempenho em Mundiais veio exatamente na primeira participação do país, em 1998, sete anos depois de se tornar independente da Iugoslávia. O time de Davo Suker, Zvonimir Boban, Robert Jarni e companhia acabou a edição disputada na França na terceira colocação, eliminada pela equipe da casa.

Os projetos dos dois semifinalistas têm alguns traços em comum, principalmente na mudança do projeto original das federações ao contratarem os técnicos Gareth Southgate e Zlatko Dalic.

O primeiro estava comandando a seleção inglesa sub-21 quando o treinador da equipe principal, Sam Allardyce, se viu envolvido em um escândalo sobre transferência de jogadores e acabou demitido, após dois meses no cargo. Com perfil mais ousado que o antecessor, Southgate acelerou o processo de renovação da Inglaterra, que recentemente foi campeã mundial sub-17 e sub-20.

O time ambicioso tem Harry Kane como diferencial no ataque, um goleiro confiável – Jordan Pickford -, algo incomum nos últimos tempos, um novo líder defensivo – John Stones – e outros talentos, como Raheem Sterling e Dele Alli.

“Desde a derrota para a Islândia, nas oitavas de final da última Eurocopa, sabíamos que as coisas precisavam mudar. Não podia acontecer isso de novo”, afirmou o volante Eric Dier em entrevista coletiva.

De uma situação crítica também saiu reforçado o conjunto da Croácia, que conseguiu a classificação apenas na repescagem, ao bater a Grécia. Dalic assumiu o comando do time no final de 2017, quando o time vivia o drama de poder ser eliminado precocemente, algo evitado com uma vitória fora de casa enfrentando a Ucrânia.

“Para nós, é incrível estar nas semifinais. Estamos contentes e orgulhosos, mas não queremos parar aqui”, disse o meia Ivan Rakitic.

O jogador do Barcelona é um dos pilares da equipe, ao lado de Luka Modric, do Real Madrid, comandando o meio-campo com qualidade técnica pouco vista em outras seleções. O goleiro Danijel Subasic emergiu como herói nas oitavas de final, ao igualar o recorde do português Ricardo, defendendo três cobranças na dramática disputa de pênaltis com a Dinamarca. O camisa 23 também salvou os croatas nas quartas, contra a Rússia, com uma penalidade bloqueada.

Para o duelo decisivo em Moscou, as duas equipes estão com todo o elenco disponível, e os treinadores poderão escolher os times que considerarem ideal.

Prováveis escalações:.

Croácia: Subasic; Vida, Korluka, Lovren e Strinic; Rakitic, Modric, Rebic, Kramaric e Perisic; Mandzukic. Técnico: Zlatko Dalic.

Inglaterra: Pickford; Walker, Stones e Maguire; Trippier, Lingard, Henderson, Dele Alli e Young; Sterling e Kane. Técnico: Gareth Southgate.

Árbitro: Cüneyt Çakir (Turquia), auxiliado pelos compatriotas Bahattin Duran e Tariq Ongun.

Estádio Luzhniki, em Moscou.

Com informações da EFE

I magem de capa: EFE/EPA/ZURAB KURTSIKIDZE

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: