Dia 21 de setembro é o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Para marcar a data e reforçar a importância da inclusão, o Programa Ciência e Cultura, vamos brincar?Do Projeto WASH, traz um episódio que trata da acessibilidade

Neste episódio, Wil Namen, conversa com a cientista Kátia Ferraz Ferreira, usuária de cadeira de rodas.

177
Divulgação/Jacqueline Baumgratz e Celso Pan, da Cia Bola de Meia

Por Delma Medeiros – Segundo dados do último censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), de 2010, pelo menos 46 milhões de brasileiros, em torno de 24% da população, têm algum grau de deficiência visual, auditiva, motora, ou intelectual. Índices similares foram constatados em pesquisa realizada pelo IBGE em 2019. Isso implica em pessoas diferentes, com dificuldades variadas, mas com os mesmos direitos e desejos de todas as pessoas. O grande desafio das autoridades e sociedade em geral é promover a inclusão das Pessoas com Deficiência (PCD).

Dia 21 de setembro é o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Para marcar a data e reforçar a importância da inclusão, o Programa Ciência e Cultura, vamos brincar?, do Projeto WASH, traz um episódio que trata da Acessibilidade. Nele, o físico Wil Namen, do Movimento Nós Somos a Ciência, lembra que acessibilidade e inclusão são coisas diferentes. Acessibilidade trata da possibilidade de acesso da PCD aos espaços públicos e privados de forma segura. Já a inclusão é mais ampla. Trata do conjunto de ações que combatem a exclusão da vida em sociedade causada pelas diferenças e garante direitos iguais a todas as pessoas.

Neste episódio, Wil Namen, conversa com a cientista Kátia Ferraz Ferreira, usuária de cadeira de rodas. Kátia é consultora credenciada pelo Instituto de Gestão Organizacional e Tecnologia Aplicada (IGETEC) em educação e inclusão social, com atuação principalmente nos temas educação ambiental, sociedade civil e ONGs. Ela também é consultora da VIA ACESSÍVEL Ltda e coordenadora da Rede Mineira de Tecnologia Assistiva da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, do Estado de Minas Gerais. Para Kátia, a primeira barreira enfrentada por pessoas com deficiência é a “atitude”, não basta apenas colocar rampas, mas pensar em oferecer acesso acolhedor para PCD. “Temos que entender que todo mundo é diferente, mas as pessoas têm os mesmos desejos”.

Físico Wil Namen, do Movimento Nós Somos a Ciência, apresentador do programa

Na parte lúdica, a Cia. Bola de Meia, com os atores Jacqueline Baumgratz e Celso Pan, apresenta a contação de história: Diário da Pandemia. Com música e alegria, a história de uma nova amizade que chega à vizinhança mostra a acessibilidade através do olhar das crianças, que veem além de aparências. O Projeto WASH participa com a pesquisa da Professora Raquel Maldonado, do Instituto Federal de São Paulo – Câmpus de Jacareí, com a bolsista do WASH, Mariana Leite que produz games em scratch para reforçar o conteúdo das aulas com seus alunos surdos. Mostra, também, o projeto do ex-bolsista do Projeto WASH, hoje educador, Felipe Cané, que desenvolveu uma técnica tátil sobre o  Teorema de Pitágoras, na Matemática, para alunos cegos do Ensino Fundamental. Esta pesquisa  hoje é o tema de sua dissertação de mestrado na Faculdade de Medicina da Unicamp.  O conteúdo do Ciência e Cultura está disponível em Libras, a língua brasileira de sinais, e com legendas. Este episódio específico conta ainda com aspectos de audiodescrição.

A Websérie Ciência e Cultura, vamos brincar, foi idealizado por Elaine  Tozzi, é uma coprodução do Projeto WASH, coordenado por Victor Mammana junto ao CNPq, com o Movimento Nós Somos a Ciência e da Cia. Cultural Bola de Meia. A proposta é popularizar a ciência, estimular a cultura científica com arte, diversão, tecnologia e comunicação cientifica para todos, ainda que o público prioritário sejam as crianças e adolescentes.

O Ciência e Cultura, vamos brincar? é exibido toda quarta-feira, às 12h, na rede educativa TVT, com reprise na quinta, às 17h. No ABC e Grande São Paulo sintonize no canal 44.1. No sinal digital HD aberto, pode ser assistido no canal 512 NET HD-ABC. Também é exibido simultaneamente no Youtube para as demais regiões. Mais informações no https://wash.net.br/ciencia-e-cultura-vamos-brincar/

Redação: Delma Medeiros

Revisão: Elaine da Silva Tozzi