Em nova função, Everton Ribeiro cresce de produção no Flamengo e volta ao radar da Seleção

Meia se adapta ao sistema de Dorival Júnior, recupera bom futebol e se destaca em partidas acompanhadas por Tite in loco

Everton Ribeiro vive grande momento no Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Símbolo de uma das gerações mais vitoriosas da história do Flamengo, Everton Ribeiro vive o melhor momento pessoal desde 2019. Em nova função com Dorival Júnior, o meia recuperou o bom futebol e, às vésperas da Copa do Mundo do Qatar, voltou ao radar da Seleção Brasileira.

Dono de características únicas, Everton Ribeiro viveu altos e baixos nos últimos anos, mas nunca perdeu a condição de titular. Da meia direita à ala esquerdo, ele desempenhou papéis diferentes com cada treinador rubro-negro e parece ter encontrado a posição ideal nas últimas semanas, com Dorival.

No losango de meio-campo montado pelo novo treinador, o camisa 7 se adaptou como um volante-meia pelo lado direito e se tornou peça fundamental para o equilibro do Flamengo. Ele manteve o papel de organizador do ataque, mas, ao mesmo tempo, incorporou uma função crucial na organização defensiva.

Everton Ribeiro compõe, com Thiago Maia e João Gomes, a linha de meio-campo responsável por proteger a defesa. Enquanto Arrascaeta, Gabigol e Pedro ficam mais à frente pressionando a defesa rival, o camisa 7 recua e tem sido muito participativo no combate pelo lado direito.

Com a bola, a qualidade técnica de Everton não é surpresa para ninguém. Diante de rivais compactos e defensivos, as características de conduçãocontrole visão de jogo – todas acima da média – se sobressaem e são fundamentais para levar o Flamengo ao ataque.

LIVRE DE LESÕES E LÍDER EM JOGOS

Aos 33 anos, Everton Ribeiro é o atleta mais velho do setor ofensivo titular do Flamengo. Arrascaeta tem 28, enquanto Pedro e Gabigol têm 25. Engana-se, no entanto, quem pensa que a idade avançada em relação aos companheiros prejudica o desempenho do camisa 7.

Livre de lesões e problemas físicos, ele é, empatado com Gabigol, o jogador com maior número de jogos na atual temporada (44). Levando em conta que o time principal do Flamengo soma 48 jogos em 2022, Everton só não esteve em campo em quatro deles:

23/02 – Botafogo 1 x 3 Flamengo – Campeonato Carioca
01/05 – Altos 1 x 2 Flamengo – Copa do Brasil
11/05 – Flamengo 2 x 0 Altos – Copa do Brasil
24/05 – Flamengo 2 x 1 Sporting Cristal – Libertadores

Em questão de minutagem, ele é o quarto atleta rubro-negro que mais esteve em campo (2.908 minutos). Apenas Gabigol, Arrascaeta e João Gomes têm mais tempo de jogo do que o meia veterano.

DE VOLTA AO RADAR DE TITE

Everton Ribeiro esteve em boa parte do ciclo desta Copa do Mundo, mas não figurou nas últimas listas de Tite. As boas atuações recentes, no entanto, fizeram o meia voltar ao radar da Seleção Brasileira.

De acordo com apuração da reportagem do LANCE!, o meia vem sendo monitorado de perto pela comissão técnica de Tite e pode receber nova chance com a camisa canarinho. O técnico, inclusive, esteve presente em jogos em que Everton se destacou – como o empate com o Athletico, na Copa do Brasil, e a vitória sobre o Corinthians, na Libertadores.

Na Seleção, o atleta do Flamengo disputaria vaga com Coutinho e Paquetá. Ele é visto como um meia criativo, que circula o campo inteiro e pode jogar por um dos lados, na função de “falso-ponta”, além da capacidade de levar a bola da defesa ao ataque com qualidade.

As chances de Everton aumentaram após a confirmação da Fifa em relação à lista definitiva de 26 jogadores para a Copa do Mundo. O meia é nome quase certo na lista anterior e provisória de 55 atletas, que precisa ser entregue um mês antes do Mundial (21 de outubro).

A próxima convocação de Tite sai no início de setembro – quando os campeonatos europeus estarão apenas no início – para a última data Fifa antes da Copa. O Brasil enfrentará a Argentina e pretende também disputar um amistoso (contra adversário ainda não definido). As atuações pelo Flamengo nas próximas semanas serão determinantes para uma possível convocação de Everton Ribeiro.