Cultura Flávia Camile

Enem: e se eu não souber o tema da redação?

Flavia Camile
Escrito por: Flavia Camile

Neste domingo, dia 4 de novembro, será o primeiro dia do tão esperado ENEM que já contará com a aplicação da tão temida redação. Naturalmente, muitos estudantes sentem-se angustiados, uma vez que mesmo que tenham treinado a redação ao longo de sua formação escolar, esta conta com a solicitação de um tema surpresa.

Com isso, muitos vestibulandos sentem o coração bater mais forte ao pensar em fazer uma redação sobre um tema que julguem desconhecidos. Nesta situação, se o desespero bater, como agir adequadamente?

Então, no dia da prova, ao receber o caderno de questões, comece por localizar a proposta de redação, a qual no ano passado estava no meio do caderno e não na primeira folha como de costume, e leia o tema atentamente. Pode parecer uma dica sem valor, mas acredite: ler a proposta de redação antes de tudo, faz toda a diferença.

Você pode se decidir entre já começar o seu dia fazendo o rascunho da redação ou deixá-lo para um momento mais adiante. Entretanto, evite fazer a redação somente ao final de tudo, pois além de você correr o risco de não conseguir organizar bem o seu tempo para fazer um bom rascunho, relê-lo e o passar a limpo seguramente, também corre um enorme risco de interpretar errado o tema e fugir parcial ou completamente do assunto solicitado.

Para tanto, o ideal seria você ler o tema primeiro e ir pensando sobre ele a medida que resolve as questões. Quando chegar o momento de escrever a redação, muito provavelmente já estará munido de algumas ideias sobre como fazer seu texto. Mas, se houver um desespero diante do tema, respire fundo e leia atentamente o texto base. Ele serve para te explicar algumas noções básica sobre o assunto que naturalmente já não o deixará tão perdido assim.

O Enem costuma pedir assunto referentes a problemas sociais, portanto, reflita se o tema pedido é uma problemática sobre a qual possui leis, campanhas de conscientização, incentivos fiscais, debates e discussões na mídia sobre a necessidade de mudança… Enfim, ao refletir sobre isso você poderá chegar a 2 possíveis conclusões:

  1. SIM – o tema solicitado possui todas ou a maioria das mobilizações sociais, então significa que as medidas existentes ainda não estão sendo suficientes para erradicar o problema, sendo necessário que haja uma maior fiscalização para o cumprimento das leis e até mesmo um projeto governamental voltado para uma maior conscientização da população para minimizar a problemática existente.
  2. NÂO – o tema solicitado não possui a maioria das mobilizações sociais, o que demonstra que o assunto ainda é um tabu na sociedade e que precisa ser discutido mais abertamente a respeito para que haja uma maior conscientização sobre a necessidade de mudança social, ou até mesmo que o assunto necessita de medidas mais precisas, tais como a criação de leis para uma melhor regulamentação oficial e assim, consequentemente, uma possível melhoria no cenário atual.

Portanto, independente do tema solicitado no vestibular, vale lembrar que o seu controle emocional é de extrema importância, pois o ENEM dificilmente pedirá um tema sobre o qual você se sinta totalmente confiante e seguro, pois o intuito deste tipo de vestibular é dar ao estudante um espaço para refletir sobre alguma questão social e apresentar alguma proposta de intervenção que minimize os problemas enfrentados pela sociedade atual.

Então, respire fundo, leia o tema antes de tudo, faça um rascunho e um pouco antes de acabar as questões, releia seu texto e o corrija atentamente antes de passá-lo para a folha oficial.  Dessa forma, garanto que você se sentirá muito mais seguro para desenvolver um texto de excelência sobre qualquer tema solicitado.

Imagens: reprodução

Sobre o autor

Flavia Camile

Flavia Camile

Flávia Camile atua como professora, atriz e escritora há mais de 12 anos,
desenvolvendo trabalhos voltados para a escrita de inúmeros gêneros e
já tendo recebido prêmios literários em diversos concursos nacionais.

Deixe um Comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: