Marco Regadas Saúde

Entenda que o excesso de açúcar pode ser prejudicial aos treinos

Marco Regadas
Escrito por: Marco Regadas

Por Marco Regadas – Hoje em dia, mais do que nunca as pessoas estão obesas, e a principal razão disto é o alto consumo de açúcar, que é facilmente encontrado em fastfoods, refrigerantes e doces. A razão para que o açúcar cause acúmulo de gordura, é porque ele é um carboidrato simples, que é digerido rapidamente. Excesso de açúcar na corrente sanguínea não é saudável, então o corpo imediatamente estoca este excesso em forma de gordura.

Existem diferentes tipos de açúcar:

  • Monossacarídeo:Feito de apenas uma molécula, é a forma mais simples de açúcar e causa um grande pico de insulina no corpo, justamente porque a sua digestão é rápida. Geralmente são os mais doces. Exemplos: Frutose, Glucose, Dextrose, Ribose e Galactose;
  • Dissacarídeo:Feito de 2 moléculas de açúcar, apesar de serem duas moléculas juntas, eles também são digeridos rapidamente e causam um pico de insulina. Exemplos: Lactose, Sucrose, Maltose e Trihalose;
  • Polissacarídeos:Feito de várias moléculas de açúcar unidas, geralmente não são doces e são digeridas lentamente. Também não causam picos de insulina e geram uma liberação lenta e constante de energia na corrente sanguínea. Este é o açúcar mais saudável que existe. Exemplos: Amido, Celulose e Glicogênio.

O excesso de açúcar pode trazer alguns malefícios como:

  • Obesidade
  • Problemas nos dentes
  • Deficiências em vitaminas e minerais
  • Resistência à insulina
  • Função imprópria do sistema endócrino
  • Função imprópria do sistema imunológico
  • Diabetes
  • Hiperatividade, seguido de tontura e falta de energia.
  • Contribui para doenças no coração
  • Vício

O açúcar é um carboidrato de rápida absorção, que tem um alto índice glicêmico. Isto quer dizer que ele é digerido facilmente e causa um rápido aumento nos níveis de açúcar no sangue. Após a ingestão desta substância, o nível de açúcar na corrente sanguínea aumenta rapidamente e o nosso corpo não gosta disto. A resposta do organismo para isto é liberar o hormônio insulina, que bombeia açúcar diretamente para o seu músculo e estoca o excesso como gordura.

Um estudo feito em ratos de laboratório, trouxe algumas informações interessantes sobre a ingestão de açúcar. Nele, metade da amostra recebeu carboidrato na forma de sacarose e a outra recebeu a maior parte como amido de trigo. Uma primeira observação interessante é que, quando a alimentação era livre, os animais que recebiam sacarose ingeririam 12% a mais de calorias, confirmando o que se fala sobre o açúcar prejudicar a saciedade e fazer com que se coma mais.

Também foi verificado que os ratos que receberam sacarose perdiam mais massa magra (-8,1 vs. +0,2%) ao longo de suas vidas, levando o grupo que recebeu amido a termina o estudo com 11% mais massa muscular. O efeito parece ter sido relacionado à baixa sensibilidade à insulina, pois a síntese proteica aumentava 22% após a refeição nos animais que recebiam amigo, mas aumentava apenas 7,3% nos que recebiam açúcar. Alguém pode perguntar: mas o açúcar não estimula a insulina e a insulina não é anabólica? De fato, os níveis de insulina eram maiores com a ingestão de sacarose, mas a pegadinha é que o hormônio não funcionava bem, nem para repor carboidrato nem para estimular o anabolismo muscular! Ou seja, a estratégia de usar açúcares simples pode acabar sendo ruim a longo prazo.

O açúcar em geral, é o inimigo numero 1 das dietas. Porém, com um pouco de sabedoria, podemos tirar proveito desta substância. Lembrando que o que faz mal, é o excesso. Procure orientação com profissionais devidamente qualificados e certificados para uso de qualquer informação.

Imagem: getty

Sobre o autor

Marco Regadas

Marco Regadas

Marco Regadas – Personal Trainer – Pós-graduado em Musculação e Personal pela Fefiso, certificado pelo CORE 360º, sócio proprietário da 4Life Treinamento Funcional.

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: