Episódio do Ciência e Cultura, vamos brincar? mostra a interação das crianças com o universo científico

88
Close de réplica de dinossauro no T-Rex Par/Divulgação

Em comemoração ao mês da criança, o Ciência e Cultura, vamos brincar?, do projeto WASH, preparou uma edição especial para celebrar a data dedicada a esses cientistas natos: criança e sua curiosidade espontânea sobre tudo que a cerca. No episódio que será apresentado na quarta-feira, 13 de outubro, a pauta é A Criança e a Ciência, uma apresentação que promete ser uma homenagem à infância. Uma das novidades deste episódio é que os microfones foram abertos para dar voz à criançada e seus questionamentos.

O apresentador Wil Namen, físico do Movimento Nós Somos a Ciência, recebe o físico Joelmo Oliveira, analista Sênior do Ministério da Ciência e Tecnologia, Mestre em Física, doutor em Ciência Política e especialista em Ciência de Dados, para um bate-papo com a garotada. Numa espécie de tire suas dúvidas, Oliveira esclarece questões como porquê o céu é azul, porquê a água vira gelo?

Parte do Episódio foi gravado no T-REX Park (Parque dos Dinossauros, instalado no Parque D. Pedro Shopping, em Campinas e fechado temporariamente). A escolha foi um presente para a garotada, que tem verdadeiro fascínio pelos bichões enormes que habitaram a terra há milhões de anos e desapareceram de forma até hoje não explicada.

O episódio também promete muita diversão com a Cia Bola de Meia, que vai contar a história do Mané Pipoca. Para Jacqueline Baumgratz, integrante do Bola, rever os episódios agora  pela TV foi uma alegria. “Até porque  muitos estudantes viram e se identificaram com os temas abordados. Apresentar a ciência assim como a equipe do WASH trás é maravilhoso, além de educativo, é leve e divertido.”, afirma Jacque.

Sobre o episódio A Criança e a Ciência, ela diz que o que a fascinou foi constatar o poder inventivo, criativo das crianças. “Amo suas descobertas, e acredito na importância da voz das crianças e da escuta sensível sobre sua forma científica de ver o mundo. Suas inquietações sobre tudo, os alimentos, os climas, o amadurecimento das frutas, a transformação do milho em pipoca, enfim seus porquês me fazem refletir e aprender constantemente”, aponta.

Jacqueline destacou a importância do trabalho neste momento distópico que o mundo enfrenta. “Em tempos de pandemia pesquisar, criar e realizar coletivamente, com distanciamento social o Programa Ciência e Cultura, vamos brincar? foi um desafio saudável proposto pela equipe WASH que me salvou física e emocionalmente”, afirma. “Diante de tantas perdas e tristezas vividas pelo mundo todo, ver nascer um programa científico para toda família, trouxe vida e alegria. Os episódios foram pílulas de pura esperança ativa!”

E como de praxe, o Bola de Meia vai encerrar o programa com muita música para encantar e divertir as crianças.

O Projeto WASH traz ainda uma experiência da Iniciação Científica e incentiva um experimento para fazer em casa, a construção de um terrário. Vale lembrar que os conteúdos apresentados no Ciência e Cultura são disponibilizados em Libras e legendados. Uma iniciativa para garantir mais acesso e inclusão. O Ciência e Cultura, vamos brincar? é uma coprodução do Projeto WASH, do Movimento Nós Somos a Ciência e da Cia Cultural Bola de Meia. A proposta é promover o processo de aprendizagem da ciência e cultura, com diversão e arte, para todo o público.

Para Elaine Tozzi, idealizadora e produtora do CCVB esse episódio demonstra a essência deste projeto, ou seja, o quanto é importante desde a infância valorizar e desenvolver processos criativos. “Ao fazer isso estimulamos a imaginação, a reflexão, a criação, o compartilhar, o aprender e fazer brincando, isso colabora com o processo de alfabetização científica. O Projeto WASH e a websérie CCVB mostram que é possível usar as diversas linguagens, os jogos, o audiovisual, o método científico que desperta e cultiva os “cientistas mirins” por natureza e apontando caminhos da iniciação cientifica para adolescentes e jovens.”

E para Victor Mammana, coordenador do Projeto WASH junto ao CNPq a ciência é feita majoritariamente por adultos jovens e portanto  é preciso formá-los muito cedo. “Ninguém tem objetivo de profissionalizar as crianças mas  de criar uma cultura de ciência desde a tenra idade. As crianças já nascem cientistas  mas é preciso que elas se interessem pelas ferramentas que a ciência pode oferecer. Esse processo deve começar bem cedo, são formas de pensar que a criança precisa conhecer logo cedo   para melhorar  a chance dela compreender  a natureza e o universo, de outra forma ela pode ficar susceptível  aos vícios da superstição e do obscurantismo.”

O Ciência e Cultura, vamos brincar? é exibido toda quarta-feira, às 12h, na rede educativa TVT, com reprise na quinta, às 17h. No ABC e Grande São Paulo sintonize no canal 44.1. No sinal digital HD aberto, pode ser assistido no canal 512 NET HD-ABC. Também é exibido simultaneamente no Youtube para as demais regiões. Mais informações no https://wash.net.br/ciencia-e-cultura-vamos-brincar/, no canal do Programa WASH  https://www.youtube.com/programawash