Esportes em Geral

Hamilton chega em 4º lugar, é pentacampeão da F-1 e iguala Fangio

Redação
Escrito por: Redação

Ao chegar em quarto lugar no GP do México neste domingo (28), o inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, conquistou o seu quinto título mundial na F-1.

Ele tem 358 pontos na tabela de classificação.

O seu principal adversário na temporada, o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, terminou a corrida na segunda posição. O vencedor da prova foi o holandês Max Verstappen, da Red Bull.

Assim, Hamilton, de 33 anos, igualou a façanha do argentino Juan Manuel Fangio, vencedor da principal categoria do automobilismo cinco vezes na década de 50.

Na lista dos maiores vencedores da competição, eles aparecem em segundo lugar.

Só o alemão Michael Schumacher, heptacampeão, ostenta mais títulos que os dois.

A temporada 2018 de Hamilton está sendo ótima. Antes de chegar ao México, ele havia subido ao pódio em 15 das 18 provas anteriores, sendo nove vezes em primeiro lugar.

Com ampla vantagem na tabela, o inglês precisava chegar apenas em sétimo lugar que já ficaria com o título, independentemente de qualquer resultado de Vettel.

Logo na largada, Hamilton, que havia saído em terceiro lugar, ultrapassou o australiano Daniel Ricciardo.

Na 12ª volta, o inglês entrou aos boxes para trocar os pneus. Seis voltas depois, ele já estava na segunda posição novamente. A prova era liderada por Verstappen,.

O inglês caiu para o terceiro lugar para Vettel na 39ª volta, mas mesmo assim estava em uma posição tranquila na briga pelo campeonato.

Pressionado por Ricciardo, Hamilton saiu da pista ao fazer a curva. Depois de ser ultrapassado, o inglês foi para os boxes para trocar os pneus.

Faltando 20 voltas para o fim da corrida, ele ocupava a quinta posição.

Agora, faltam só duas corridas para fim da temporada. A próxima etapa do Mundial de F-1 será realizada em São Paulo, o GP Brasil, no dia 11 de novembro. A última está marcada para o dia 25 de novembro nos Emirados Árabes.

Hamilton renovou, em julho, seu contrato com a Mercedes, estendendo-o para 2020.

Na ocasião, aproveitou para comentar a possibilidade de igualar o recorde de Schumacher. “Para mim, isso parece um número inimaginável. Não faz sentido pensar que você vai ganhar todos os campeonatos a partir de agora até o fim do contrato”, afirmou. “Esse seria o sonho, o cenário perfeito e nada funciona perfeitamente em geral.”

Ao mesmo tempo, mostrou-se que estava “muito consciente do tempo restante até a aposentadoria”.

Lewis Hamilton guia a sua Mercedes no México Henry Romero/Reuters Lewis Hamilton guia a sua Mercedes no México. Com informações da Folhapress e Noticias Ao  Minuto.

Imagem: reprodução/Reuters

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: