Z1 Cidades

Hortolândia: Corpo de Bombeiros confirma demolição de parte do galpão para trabalho de rescaldo

Redação
Escrito por: Redação
Paredes precisam ser quebradas para a entrada com segurança de bombeiros e retroescavadeira, necessária para retirar entulhos. Por conta da fumaça, 12 casas no entorno

O Corpo de Bombeiros confirmou nesta segunda-feira (22) que parte do galpão atingido pelo fogo na empresa farmacêutica EMS, em Hortolândia (SP), terá de passar por demolição técnica para permitir a entrada de equipamentos e pessoal no combate aos focos de incêndio restantes e trabalho de rescaldo.

Segundo a EMS, a planta possui 65 mil m² de construção, sendo que 15 mil m² foram atingidos pelo fogo. O incêndio começou por volta das 11h30 do sábado (20) e 56 horas depois ainda há focos ativos e fumaça no local.

“As paredes estão muito trincadas. Já foi acordado com a diretoria da empresa uma demolição técnica, para que, tirando essas paredes, a gente possa entrar sem riscos para extinguir os focos de incêndio que ainda não tivemos acesso”, explicou o major Paulo Monteiro Filho, do Corpo de Bombeiros.

Parte do galpão da EMS atingido pelo incêndio terá de ser demolido para entrada de retroescavadeira — Foto: Reprodução/EPTV

Parte do galpão da EMS atingido pelo incêndio terá de ser demolido para entrada de retroescavadeira — Foto: Reprodução/EPTV

Segundo o major, é preciso dar segurança aos bombeiros e ao operador da retroescavadeira que será utilizada para “revolver o material” e auxiliar na retirada de entulhos. A queda de parte do telhado e da estrutura interna impedem o trabalho, com segurança, de equipes no interior do galpão.

Monteiro Filho explicou que “ataques áereos” estão sendo realizados para tentar jogar água em regiões onde ainda há focos de incêndio. Esse tipo de ação pode provocar o aumento de fumaça na região.

Danos ambientais

A grande quantidade de fumaça preta emitida durante o incêndio e a fuligem que tomou conta de casas vizinhas a EMS causaram preocupação aos moradores que tiveram de deixar suas residências desde o sábado.

Doze imóveis seguem interditados por conta da fumaça, mas não há danos estruturais ou risco de incêndio. A EMS está prestando atendimento a 60 pessoas que moram nessas residências, com hospedagem em hotel, e também se responsabilizou pela limpeza dos imóveis. Outras pessoas decidiram ficar na casa de parentes.

Fogo na EMS quase atingiu casas que ficam próximas à indústria, em Hortolândia — Foto: Reprodução/TV Globo

Fogo na EMS quase atingiu casas que ficam próximas à indústria, em Hortolândia — Foto: Reprodução/TV Globo

Em entrevista à EPTV, o diretor de operações da EMS, Rogério Almeida, disse que toda fumaça é tóxica, e que no caso da EMS ela foi composta principalmente por papelão e matérias-primas usadas na fabricação de medicamentos, não sendo mais tóxica do que a de outros incêndios.

Questionada, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) informou que a agência de Americana (SP) foi acionada e “acompanhou os trabalho de emergência do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil, além promover as devidas ações ambientais cabíveis”.

Em nota, a Cetesb destaca que técnicos da companhia voltaram ao local nesta segunda (22) e constataram que o incêndio foi controlado e que “os impactos ambientais mais intensos decorreram das emissões atmosféricas”.

“Os efluentes líquidos gerados pela água utilizada para combater o incêndio está sendo contidos, succionados por caminhão hidrojato e acumulados em tanque, para posterior destinação”, diz o texto.

Casa com fuligem próxima à EMS, em Hortolândia. Indústria foi atingida por incêndio no sábado (20). — Foto: Helen Sacconi/EPTV

Casa com fuligem próxima à EMS, em Hortolândia. Indústria foi atingida por incêndio no sábado (20). — Foto: Helen Sacconi/EPTV

Com relação a resíduos sólidos, a Cetesb destaca que não foi possível realizar uma avaliação, já que a entrada no galpão só ocorrerá após procedimentos de segurança. “Isso será feito posteriormente, assim como a aplicação das ações administrativas cabíveis”, completa o texto. Com informações do G1

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: