Indaiatuba

Indaiatuba recebe prêmio estadual por ações de combate à tuberculose

Redação
Escrito por: Redação

A Prefeitura de Indaiatuba recebeu mais um prêmio por conta das ações relacionadas ao combate à tuberculose. O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Controle de Doenças, concedeu à Indaiatuba este mês o prêmio pela cobertura de teste HIV realizado para os casos de tuberculose em 2017. O prêmio foi entregue ao prefeito Nilson Gaspar (MDB) nesta segunda-feira (26) pela secretária de saúde, Graziela Drigo Bossolan Garcia, pela coordenadora do Programa Municipal de Controle da Tuberculose, Pamela Cristina Tobaldini dos Santos e pela coordenadora do Departamento de Vigilância em Saúde, Rita de Cássia Jiampaulo Ferraz Vasques.

“Ficamos muito felizes com este prêmio, o primeiro deste aspecto. Mas já recebemos outros quatro consecutivos por conta do alto índice de cura dessa preocupante doença, isso demonstra que estamos no caminho certo e de acordo com o plano para reduzir drasticamente os casos de tuberculose no mundo. Os nossos profissionais de saúde estão de parabéns”, destacou Gaspar.

O Ministério da Saúde preconiza que 90% dos pacientes diagnosticados com tuberculose, sejam também testados para o vírus HIV. Segundo a coordenadora do Programa Municipal de Controle da Tuberculose, Pamela Cristina Tobaldini dos Santos, em Indaiatuba 95% dos pacientes são testados. “Só não fazemos os testes em crianças diagnosticadas com tuberculose, ou em pessoas que já são portadoras do vírus HIV, porque não há necessidade. Todos os demais pacientes são testados para ambas as doenças”, comentou.

De acordo com a médica responsável pelo programa, Dra. Renata Muniz Jorge, as doenças estão muito ligadas porque o vírus HIV compromete o sistema imunológico e seu portador fica mais suscetível a outras doenças e infecções. “A tuberculose é transmitida por meio de gotículas eliminadas pela respiração, por espirros e pela tosse, no entanto, o bacilo de Koch (bactéria causadora da tuberculose) encontra ambiente propício para se instalar e desenvolver a doença quando a pessoa está com a imunidade baixa, justamente o caso dos portadores de HIV. Se o sistema imunológico do indivíduo está forte, ele impede a bactéria de se proliferar”, explicou.

No SAE (Serviço de Atendimento Especializado), ambulatório onde é oferecida a atenção integral às pessoas com HIV/AIDS, Hepatites Virais, Tuberculose e Hanseníase), situado no Hospital Dia, todos os pacientes portadores do vírus HIV fazem anualmente exames para diagnóstico de tuberculose, mesmo que não apresentem sintomas.

Em Indaiatuba atualmente há 41 pacientes em tratamento contra a tuberculose, 19 destes foram diagnosticados este ano. No momento não há nenhum com a chamada coinfecção (tuberculose e HIV). O tratamento para a tuberculose é supervisionado e dura, em média, seis meses.

CAMPANHA

A Prefeitura de Indaiatuba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou sábado (24), Dia Mundial de Combate à Tuberculose, a Campanha Municipal de Combate à Tuberculose. Até o dia 27 de abril, todas as UBS (Unidades Básicas de Saúde) e PSF (Programa de Saúde da Família) do município ampliarão a busca por sintomáticos respiratórios, aplicando um questionário aos usuários buscando identificar pessoas que tenham queixa de tosse há mais de três semanas. Neste período todas as unidades deverão investigar 5% da população SUS dependente, conforme preconizado pelo Ministério da Saúde em campanhas de busca ativa da tuberculose.

A Tuberculose é uma doença infecciosa que atinge principalmente os pulmões, mas pode acometer também órgãos como rins, ossos, meninges, entre outros. Os sintomas mais comuns são tosse por mais de três semanas, febre (especialmente ao entardecer e à noite), falta de apetite, perda de peso lenta e progressiva, suor noturno, falta de ar e cansaço. Pessoas que apresentem alguns destes sintomas devem procurar a unidade de saúde de referência o quanto antes para o devido atendimento, orientação e diagnóstico.

SERVIÇO:

SAE (Serviço de Atendimento Especializado)

Endereço: Av: Visconde de Indaiatuba, 199 (anexo ao Hospital Dia) – Vila Vitória

Horário de Atendimento: Segunda a sexta das 07h às 17h.

Telefone: 3825-6440

Com informações da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Indaiatuba

Imagem de capa: Giuliano Miranda RIC/PMI

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: