Indaiatuba

Indaiatuba terá Zona Azul digital

Redação
Escrito por: Redação
Ambicionando uma melhor qualidade e fluidez para o trânsito da região central e da Avenida Francisco de Paula Leite — importante via que corta diversos bairros, além de ser um dos acessos à Rodovia Santos Dumont, que liga o município a Campinas e Salto — a Prefeitura de Indaiatuba anunciou na última semana que vai modernizar o sistema de Zona Azul, modalidade de estacionamento utilizada por grandes cidades que incentiva a rotatividade de vagas.
A partir da primeira quinzena de junho deste ano, passará a valer um sistema eletrônico, por meio do aplicativo Digipare. As alterações também objetivam a ampliação da oferta de lugares, que terá um acréscimo de 489 para os motoristas em geral, 25 destinadas a idosos e outras 11 para deficientes, no Centro e Boulevard da Cecap.
No momento, os locais contam, respectivamente, com 816, 52 e 19 espaços. O horário de funcionamento permanece o mesmo: de segunda à sexta-feira, das 10h às 15h30, e aos sábados, das 9h às 12h. Aos domingos o estacionamento é livre. O preço também não será modificado: R$ 0,90 por meia hora e R$ 1,60 por hora.
O aplicativo da Zona Azul Eletrônica pode ser baixado gratuitamente na loja de downloads (App Store do iPhone ou Play Store do sistema Android), bastando apenas digitar “zona azul” no sistema de procura, e em seguida optar pelo Digipare. Depois de realizar o download, o cidadão precisa cadastrar o seu CPF (Cadastro de Pessoa Física) e os dados do veículo, pois a partir deles, principalmente da placa — que vai funcionar como um “código identificador”, é que tudo será informatizado.
E na prática?
Ao estacionar, o motorista acessa o App, indica o tempo que pretende ocupar a vaga e paga o tíquete diretamente pelo celular, descontando o valor do seu saldo total, que pode ser adquirido com cartão de crédito ou em um dos 48 pontos de vendas existentes nas áreas de abrangência da Zona Azul, ou com fiscais de rua. Esse mecanismo presencial faculta a inclusão das pessoas que optarem por não baixar o aplicativo, tanto quanto turistas.
Os usuários que fizerem uso do sistema eletrônico estarão aptos também a emitir o tíquete via SMS ou fazendo uma ligação para o número 0800-941-3444 e ouvindo as instruções de uso informadas. Isso evitará problemas caso o usuário esteja sem internet, por exemplo. Todas as dúvidas podem ser esclarecidas no link: www.digipare.com.br/cidades
Aqueles que ainda possuem talões de estacionamento não serão prejudicados, pois haverá um período de transição de 45 dias a partir da data de início do novo sistema, quando poderão, inclusive, transferir esse crédito para o novo modelo.
Novo sistema é aprovado pelos comerciantes locais
Nilson Gaspar, prefeito de Indaiatuba, relata que a informatização da Zona Azul foi previamente debatida com os comerciantes das regiões afetadas, que “abraçaram a ideia”. Os estabelecimentos das áreas em questão devem aquecer economicamente, na visão do Chefe do Executivo, devido a proposta “proporcionar mais agilidade ao sistema e maior comodidade e segurança aos usuários”. Aloisio Roberto Nascimento, diretor da Tecpark, explica que o número de veículos aumentou ao longo dos 15 anos em que sua empresa opera a Zona Azul na cidade. Segundo o Detran, em março de 2013, havia 64.234 veículos registrados no município, enquanto o número atual é de 183.470, ou seja, 65% superior. Da RAC
Imagem d ecapa:Giuliano Miranda/RIC/PMI/divulgação

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: