Mais um candidato em SP é alvo de ataque com arma de fogo

65

O vereador e candidato a prefeito na cidade paulista de Macedônia (570 km de SP) Reginaldo Marcomini (PSD), 29 anos, registrou na Polícia Civil que foi alvo de um atentado com arma de fogo no final da noite da última sexta-feira (13). Ao menos um disparo atingiu seu carro e estilhaçou os vidros laterais. O político não se feriu.
A polícia registrou o caso como tentativa de homicídio e está investigando a ocorrência.
Esse foi o quinto caso de atentado a tiros contra candidatos às eleições no estado de São Paulo, o quarto na última semana antes do pleito.
Marcomini disse à polícia que estava dirigindo para o sítio onde mora por volta das 23h quando ouviu um barulho e sentiu estilhaços de vidro em sua cabeça. O político contou que decidiu acelerar. Em uma área de pasto, ele parou e acionou a Polícia Militar.
Segundo o boletim de ocorrência, os policiais constataram uma marca de tiro que entrou por um dos vidros laterais do carro e atravessou o veículo, saindo pelo outro lado.
O candidato disse que, como estava escuro, não viu de onde partiu o disparo. Em um vídeo publicado em suas redes sociais neste sábado (14), o político disse que ainda estava assustado com o que aconteceu, mas estava bem.

Outros casos

O atentado contra Marcomini foi ao menos o quinto caso de ataque contra candidatos a vereador e a prefeito no estado de São Paulo nestas eleições, o quarto na semana que antecedeu o pleito.
Em Mairinque (71 km de SP), o candidato a prefeito pelo MDB Rafael de Oliveira Dias, conhecido como Rafael da Hípica, sofreu um atentado a tiros em sua casa, por volta das 0h30 desta sexta-feira (13). Ele estava no cômodo atingido, mas não se feriu.
Outro ataque foi registrado no meio de uma transmissão ao vivo pela internet. Ricardo Moura (PL), que concorre a uma vaga para vereador na Câmara de Guarulhos (Grande São Paulo). Moura foi baleado ao vivo durante uma live na última segunda-feira (9). Ele foi ferido no ombro e na perna, passou por cirurgia e teve alta hospitalar.
Na Baixada Santista, a jornalista Solange Freitas, candidata do PSDB à Prefeitura de São Vicente (SP), também foi vítima de um atentado, na manhã da última quarta-feira (11). Ela sofreu um ataque a tiros quando estava em um carro blindado, com parte de sua equipe. O autor dos tiros foi um homem de moto, que conseguiu fugir.
E na noite de 24 de outubro, o carro em que estava o candidato a prefeito de São José dos Campos Anderson Senna (PSL) foi atingido por cinco tiros. O político não se feriu. À polícia, ele disse que o atirador estava em uma moto. Com informações da Revista Fórum
[responsivevoice_button voice=”Brazilian Portuguese Female”]