Entretenimento

Muito além do Castelo Rá-Tim-Bum: veja como era o mundo em 1994

Redação
Escrito por: Redação

Os fãs de Castelo Rá-Tim-Bum, programa exibido pela TV Cultura e que marcou uma geração inteira na década de 1990, podem conferir, até o dia 10 de junho em Campinas (SP), a exposição que recria cenários da série e já foi visitada por 800 mil visitantes na capital paulista. O quadro Em Cena, da EPTV, afiliada da TV Globo, exibiu neste sábado (31) detalhes sobre a mostra apresentada no Iguatemi Campinas. [veja a reportagem abaixo]

'Em Cena': Roberta Campos visita exposição do Castelo Rá-tim-bum

‘Em Cena’: Roberta Campos visita exposição do Castelo Rá-tim-bum

Para entrar do clima da série que marcou todas as crianças daquela década, o G1 fez uma lista com dez acontecimentos do ano de estreia do programa. Tem curiosidades na política, cultura, esportes, cinema, entre outros. Confira abaixo como era o mundo – e principalmente o Brasil – em 1994.

É Tetra! É Tetra!

Não poderíamos começar de outro jeito. O meme criado por Galvão Bueno nasceu no dia 17 de julho de 1994. Quando Roberto Baggio bateu o pênalti para fora e fez o Brasil vencer a Copa do Mundo pela quarta vez na história, o narrador brasileiro entoou o grito que hoje inspira qualquer tipo de comemoração ou euforia.

A perda

Apesar da euforia causada pelo tetra, 1994 foi um ano marcado por uma tragédia que todos conhecem. No dia 1º de maio daquele ano, o ídolo Ayrton Senna bateu forte após derrapar em uma curva no GP de San Marino, em Ímola, na Itália, e deixou órfã toda a população brasileira. O velório, o cortejo e o sepultamento do piloto reuniram 1 milhão de pessoas em São Paulo.

Exposição presta homenagem ao piloto Ayrton Senna em Ribeirão Preto (Foto: Reprodução/ EPTV)Exposição presta homenagem ao piloto Ayrton Senna em Ribeirão Preto (Foto: Reprodução/ EPTV)

Exposição presta homenagem ao piloto Ayrton Senna em Ribeirão Preto (Foto: Reprodução/ EPTV)

Adeus ao maestro

Outra perda que marcou o Brasil em 1994 foi a de Antônio Carlos Jobim. Nascido no Rio de Janeiro em 1927, o compositor, pianista, maestro e cantor é considerado um dos maiores expoentes da música popular brasileira e criador da Bossa Nova. Ele morreu aos 67 anos, no dia 8 de dezembro de 1994, em Nova York, após sofrer parada cardíaca.

Parque Vicentina Aranha faz sarau em homenagem a Tom Jobim (Foto: Divulgação/ Fundação Cultural Cassiano Ricardo)Parque Vicentina Aranha faz sarau em homenagem a Tom Jobim (Foto: Divulgação/ Fundação Cultural Cassiano Ricardo)

Parque Vicentina Aranha faz sarau em homenagem a Tom Jobim (Foto: Divulgação/ Fundação Cultural Cassiano Ricardo)

Histórico

1994 também foi marcado na política. Considerado um dos maiores líderes da África, Nelson Mandela venceu as eleições presidenciais no dia 28 de abril e se tornou o primeiro presidente negro da história da África do Sul.

Em foto de 1994, cantora Whitney Houston e Nelson Mandela, então presidente da África do Sul posam em Joanesburgo (Foto: Reuters)

Em foto de 1994, cantora Whitney Houston e Nelson Mandela, então presidente da África do Sul posam em Joanesburgo (Foto: Reuters)

And the Oscar goes to…

A Lista de Schindler é uma das obras mais aclamadas de Steven Spilberg. A história do alemão que abdicou de toda sua fortuna para salvar a vida de mais de mil judeus em plena luta contra o extermínio nazista encantou a academia e levou a estatueta de melhor filme em 1994.

Cena do filme A Lista de Schindler (Foto: Divulgação)

Cena do filme A Lista de Schindler (Foto: Divulgação)

No topo!

Há 24 anos, a música no Brasil e no mundo também era muito diferente. À época, a canção nacional mais tocada nas rádios foi “Eu só penso em você”, sucesso de Zezé di Camargo e Luciano gravado ao lado de Willie Nelson. Já do lado internacional, a canção que bombava era Breathe Again, de Toni Braxton.

Zezé Di Camargo e Luciano (Foto: Divulgação)

Zezé Di Camargo e Luciano (Foto: Divulgação)

No futuro topo

Enquanto Zezé di Camargo e Luciano e Toni Braxton lideravam as paradas do Brasil em uma época que nem existia aplicativos para ouvir música, nascia naquele ano uma das pessoas que estaria no topo em 2018. Pabllo Vittar, que atualmente figura nas primeiras posições em listas de músicas mais ouvidas, nasceu no dia 1º de novembro de 1994.

Pabllo Vittar, destaque da Beija-Flor (Foto: Marcos Serra Lima/G1)

Pabllo Vittar, destaque da Beija-Flor (Foto: Marcos Serra Lima/G1)

Na telinha

Em 1994, a TV Globo exibiu no horário das 19h a novela de maior audiência daquela década. De Ivani Ribeiro, “A Viagem” mergulhou no ambiente do espiritismo ao contar a história de um jovem de classe média, usuário de álcool e drogas, que é assassinado durante uma tentativa de assalto.

Mudança na moeda

No dia 27 de fevereiro de 1994, o governo do presidente Itamar Franco lançou o Plano Real. A nova moeda brasileira tinha o objetivo de acabar com a hiperinflação vivida nos anos que antecederam a medida.

Moedas de real (Foto: Bruno Domingos/Reuters)

Moedas de real (Foto: Bruno Domingos/Reuters)

Não era só o castelo…

As crianças daquela época também ficavam vidradas em outro programa infantil. Exibida pela Rede Globo de 1993 a 1997, a TV Colosso mostrava, entre um desenho e outro, os bastidores de uma TV comandada só por cachorros.

A exposição

Para visitar a mostra, os interessados devem garantir os ingressos, com dia e hora marcados, pela internet. As entradas custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada), ou na bilheteria do evento. Além disso, o Iguatemi Campinas realiza uma ação promocional que presenteia os clientes com um par de ingressos para a exposição.

A exposição fica aberta de terça a sexta-feira das 13h às 21h (entrada da última turma às 20h), aos sábados das 10h às 22h (última turma às 21h) e aos domingos das 12h às 20h (início da última sessão às 19h). Com informações do G1

Imagem de capa:Sérgio Castro/Estadão Conteúdo)

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: