Comportamento Vitor Carneiro

Nossa herança comum

Vitor Carneiro
Escrito por: Vitor Carneiro

Por Vítor Carneiro – Algum tempo atrás, ao passar por um especialista médico para consulta de rotina e responder a uma de suas perguntas ele me fez o seguinte comentário: “Seja bem-vindo ao grupo. Nada para se preocupar, isso é muito comum em pessoas de meia idade” rsrsrs ou seja, pude concluir que agora passei a fazer parte de um grupo com uma herança comum. Estudos ressaltam que existe uma grande divergência sobre quando começa ou termina cada etapa da vida. Porém de dentre todos os estudos e opiniões não tenho como negar que nos meus quase cinquenta anos estou dentro desta classificação da meia idade.

De todas as coisas com a qual sempre contei na vida, uma delas e provavelmente a mais importante ou a principal, sempre foi “A JUVENTUDE” rsrsrs, embora ouça constantemente que estou jovem e agradeço, sei que no tempo presente esta juventude tem muito mais a ver com uma questão de espírito, o que é totalmente válido rsrsrs. Não tenho problema algum com questões da idade e entendo perfeitamente sobre a prudência, mas a juventude, sem dúvidas, nos possibilidade a oportunidade de ser muito mais aventureiros, arrojados – sem medo de se arriscar, conseguindo ultrapassar as dificuldades com astúcia e criatividade – e aguerridos, contando sempre com a força física e psicológica desta etapa da vida para recomeços. Vivi isto na prática com investimentos, perdas e recomeços.

Max Lucado, autor cristão, escreveu: “Só porque você está perto do topo da montanha, não significa que você passou o pico. Seus últimos capítulos podem ser os melhores.” – Sem dúvidas encontramos um grande desafio para nossas vidas, principalmente quando maturidade e sabedoria passam a ocupar o lugar da juventude, ESCREVER CAPÍTULOS MELHORES!

 

  1. C. Penney disse: “Minha vista pode estar ficando mais fraca, mas minha visão está melhorando”. Hoje compreendo exatamente do que ele estava falando. Numa consulta com meu oftalmologista, ele explicou, dá forma mais gentil possível, sobre a necessidade de utilizar óculos para uma melhor visão de perto, ou seja, sem eles adeus as facilidades visuais da juventude. Embora o diagnóstico não tenha sido muito agradável, foi explicado como algo até que natural em virtude do avanço da idade. Embora já não consiga ter a mesma visão de quando era jovem, em contrapartida, minha visão sobre a vida está melhorando cada vez mais e o avanço da idade cronológica sem dúvidas tem papel fundamental para tal.

 

Ao longo da vida alcançamos várias heranças comuns. Além das murmurações e questionamentos sobre a vida, uma outra é o medo de como as coisas, principalmente na velhice, irão funcionar.

Um amigo muito querido, recentemente me enviou um vídeo cujo conteúdo é uma mensagem digna de boa reflexão. A mesma foi extraída do filme: TODO PODEROSO – Estrelado por Jim Carrey e Morgan Freeman.

Em suma, Bruce Nolan (Jim Carrey) é um jornalista televisivo que, após ter um dos piores dias de sua vida, começa a questionar Deus e sua forma de fazer todas as coisas funcionarem. O acesso de fúria do protagonista faz com que Deus desça à Terra na forma de um homem comum (Morgan Freeman) e conceda a Nolan os poderes divinos para que ele perceba como é difícil atender todas as preces e solucionar os todos problemas do mundo.

Vou procurar reproduzir os trechos do mesmo: “(Morgan “Deus”) – É maravilhoso, não importa o quanto uma coisa fique suja, você sempre pode limpar. (Bruce) – Tanta gente… dei a todos tudo o que queriam… (Morgan) – É, mas desde quando alguém sabe realmente o que quer… (Bruce) – O que faço então? (Morgan) – O que você fez com a sopa não foi um milagre, foi um truque de mágica. Uma mãe solteira que trabalha em dois empregos e ainda acha tempo pra levar o filho pra treinar futebol, isso é um milagre. Um adolescente que diz não as drogas e sim a educação, isso é um milagre! As pessoas querem que eu faça tudo por elas, mas não se dão conta de que elas têm poder. Você quer um milagre filho? …Seja o milagre. (Bruce) – Pera aí, você vai embora? (Morgan) – Estou vendo que pode cuidar das coisas agora. (Bruce) – Mas e se eu precisar de você? Tiver dúvidas? (Morgan) – Hahaha… Esse é o seu problema Bruce… É o problema de todo mundo… Esperar que caia do céu…”. Você pode se perguntar: Mas qual é a grande lição deste trecho do filme? Acredito que a resposta seja simples, ou seja, NÃO ESPERE POR MILAGRES…, SEJAMOS UM MILAGRE!

A problemática cotidiana também é uma herança comum, agora, nossa vida com todos os seus obstáculos não deixa de ser um milagre e as oportunidades que surgem no decorrer dela também são oportunidades de milagres.

João o apóstolo, um grande personagem Bíblico que até hoje é considerado um dos discípulos prediletos de Jesus, aprisionado na ilha de Patmos e o que era para ser um isolamento tornou-se um lugar de inspiração, e nos seus últimos anos de vida escreveu o último livro da Bíblia, o Apocalipse, isto é um milagre.

Pode soar clichê, mas a vida pode ser uma jornada incrivelmente difícil. “É a vida”, como costumeiramente os outros dizem. Portanto, por vezes, vivemos sob expectativas e tentativas de reacende-la em períodos transitórios. Para muitos, verdade é que as vezes não é nada mais e nada menos do que isso. A esperança e benção é que este reacender pode ser feito, independentemente das circunstâncias. Não precisamos ter tantos pensamentos negativos que parecem nos descarrilar tanto.

É perfeitamente natural, à medida que vamos avançando nesta jornada do viver prestarmos mais atenção à nossa saúde e quaisquer outros “sinais” de problemas em potencial. Somos seres inteligentes, então, precisamos entender que as instabilidades da vida devem ser equilibradas para desfrutarmos de uma boa saúde e bem-estar.

Neste ponto as Sagradas Escrituras nos proporcionam um excelente ensinamento, digno de extraordinários resultados. “Deixem com Ele todas as suas preocupações e cuidados, pois Ele está sempre pensando em vocês e vigiando tudo o que se relaciona com vocês.” Bíblia Viva; “Entreguem todas as suas preocupações a Deus, pois ele cuida de vocês.” Nova Tradução Linguagem de Hoje – I Pedro 5.7.

A experiência humana do medo não é nenhuma novidade, e embora seja provavelmente mais discutido agora porque vivemos na era da informação, ele existe desde o início dos tempos.

Que nossa herança comum seja o plantar, regar, cultivar e colher todos os sonhos e esperanças que alimentam o nosso viver e fazem nosso coração bater mais acelerado. Que seja o cuidar melhor do nosso espírito, do nosso corpo e mente, dos nossos amigos, amores, trabalho, enfim, de tudo aquilo o que realmente tem importância em nossa vida.

Que nossa herança comum seja uma fé em Deus e em tudo aquilo que Ele já nos proporcionou para que nossas vidas sejam conduzidas por caminhos que talvez jamais imaginamos seguir. E que a cada passo dado possamos sentir que está valendo a pena, apesar dos tropeços, dos erros, dos medos, dos outros e apesar dos pesares todos.

É verdade que cada um de nós possuímos nossas características, capacidades, pontos fortes e pontos de melhoria distintos, respeitar as singularidades e conviver diariamente sendo tão diferentes, torna nossa missão altamente desafiadora. Mas, no final das contas, nossa herança comum acabam sendo as mesmas.

Imagens: reprodução

Sobre o autor

Vitor Carneiro

Vitor Carneiro

Vítor Carneiro, é pastor e palestrante.

1 Comentário

  • Temos que ser um milagre sim, mas também temos que desejar um milagre todos os dias nas nossas vidas.
    Veja uma criança, ela já é um milagre, todos os dias ela pede coisas novas para o pai embora não precisasse e em sua inocência e pureza espera receber, ela confia que irá receber.
    Não percamos esse espirito de inocência achando que somos auto-suficientes todo o tempo.
    Todo extremo nos é prejudicial.

    Parabéns pela matéria.
    Um forte abraço.

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: