Banner Mega Maio 728x90
Cultura Flávia Camile

O aprender constante para a prevenção do Alzheimer

Flavia Camile
Escrito por: Flavia Camile
Automotivos 728x90

Por Fávia Camile – Estudos revelam que o cérebro, ao ser submetido a atividades desafiantes e que o tiram da zona de conforto, tem mais condições de se blindar contra os males do Alzheimer. Para isso, fazer atividades diferentes e que estimulem o cérebro é um ingrediente perfeito para ter uma vida de longevidade muita mais produtiva.

Atividades rotineiras, as quais são repetidas constantemente, facilmente são realizadas pelo cérebro de forma automática para que assim o corpo economize energia para outros fins. Dessa forma, escovar os dentes, por exemplo, já tem sido parte de nossa rotina que até  conseguimos fazer isso de olhos fechados.

Esse órgão tão complexo possui a capacidade de se adaptar facilmente a uma nova atividade aprendida, pois por mais difícil que pareça o início de uma aprendizagem, o cérebro consegue realizá-la de forma automática com o tempo e a repetição. Quando aprendemos a dirigir um carro, tocar um instrumento musical ou aprendemos uma nova língua, por exemplo,  dedicamos demasiada energia e concentração e muitas vezes até demoramos na sua execução, entretanto conforme vamos praticando e nos aperfeiçoando, adquirimos experiências e habilidades que nos permitem realizar tais ações automaticamente.

O lado bom das atividades estarem automáticas para nós é que nos tornamos mais produtivos e podemos nos dedicar para outras coisas. Por isso, por mais que uma atividade estimule o nosso cérebro, ela só continuará estimulante enquanto for realizada com reflexão, pois quando se tornar uma ação automática já não causará mais o efeito de ser estimulante.

O ponto é que por mais estimulante que seja a atividade executada, uma vez que ela se torna automática pra nós já não exerce mais a função de estimular o nosso cérebro.  E é aí que entra a importância de aprendermos algo novo constantemente, para que estejamos sempre em contato com atividades que estimulem a nossa mente e tornem o nosso cérebro cada vez mais blindado para essa tão temida doença.

Além disso, vale lembrar que a aprendizagem constante é somente uma  parte da equação, sendo necessário também uma alimentação saudável, exercício físico e mental, e um estilo de vida reduzido de estressante.

Tudo isso pode parecer um pouco complicado de se colocar em prática, mas fazer disso uma tentativa, já será em si uma excelente forma de estar com o cérebro em movimento.

Imagem de capa: Reprodução

Sobre o autor

Flavia Camile

Flavia Camile

Flávia Camile atua como professora, atriz e escritora há mais de 12 anos,
desenvolvendo trabalhos voltados para a escrita de inúmeros gêneros e
já tendo recebido prêmios literários em diversos concursos nacionais.

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: