Marco Regadas Saúde

Os resultados dependem da intensidade do seu treino; entenda

Marco Regadas
Escrito por: Marco Regadas

Por Marco Regadas – Intensidade de treinamento é talvez uma das variáveis mais importantes, para o controle e manutenção constante dos resultados do treino. Dependendo do tipo de atividade física, a intensidade pode ser mensurada de diferentes maneiras, por exemplo, na musculação, com a carga estipulada em cada exercício, já na corrida, podemos optar pela frequência cardíaca como uma das formas de controle de intensidade. Seja qual for, ou quais forem os controles, a intensidade é o ponto chave tanto para as melhorias que o treinamento objetiva, assim como para prevenção de lesões e excesso de treino.

Muscular bodybuilder guy doing exercises with dumbbells over black background

Diariamente passam pelas salas de musculação inúmeros alunos, que independente do objetivo, o ganho e/ou manutenção da força é o ponto comum para todos os treinos. Não importa se a pessoa treina para aumentar a massa muscular, ou se é um idoso que precisa melhorar sua condição física, ambos necessitam de força para realizar seus exercícios, e principalmente, controle total da intensidade de treino.

Usando como exemplos citados no parágrafo anterior, para aqueles que buscam estética, ou hipertrofia, é preconizado por praticamente toda literatura cientifica, realizar um número de repetições que varie entre 8 a 12, porém, o que muitos deixam passar desapercebido é que são de 8 a 12 repetições máximas, ou seja, o peso levantado deve ser suficiente para fadigar o individuo, para que o mesmo não consiga realizar 13 repetições, mas na prática, geralmente não é isso que acontece. Se pedirmos para que o aluno realize mais repetições, ele consegue realizar, o que significa que o treino está abaixo da capacidade que o aluno suporta, não causando melhorias e não melhorando a condição física para obtenção dos objetivos propostos. Isso também se encaixa para quem busca o emagrecimento, sejam qual for as repetições estipuladas no seu treino, elas tem de ser máximas, neste caso a intensidade também é uma variável de suma importância.

Outra situação que é muito comum é o baixo aproveitamento das séries nos métodos de pirâmide crescente, onde são realizadas, por exemplo, 12, 10 e 8 repetições. Na série que seria de 12 repetições, o peso equivale a 15 ou 20 repetições. Na série de 10, o peso é compatível com 12 a 15 e só na série de 8 repetições é que realmente o peso se aproxima do ideal de 8 repetições máximas. Somente uma série das 3 que foi realmente eficiente, as duas anteriores serviram praticamente como aquecimento para a série principal.

Na situação do idoso que precisa melhorar sua condição física, pouca intensidade não traria benefícios para sua saúde, e muita intensidade pode até comprometer sua vida, então, por isso é uma situação que exige muito cuidado e esclarecimento. Com o avanço da idade as fibras  de contração rápida vão se deteriorando, isso gera dificuldades para atividades relativamente simples, como subir e descer um degrau, levantar da cadeira, etc. O coração de um idoso também não tem a mesma capacidade de bombeamento de antes, sabemos que um jovem de 20 anos tem uma frequência cardíaca máxima (FC) prevista na faixa de 200 batimentos por minuto (bpm), já uma pessoa com 70 anos essa previsão está na faixa de 150 bpm. Usar 70% da FC máxima para prescrever um treino não funciona da mesma maneira para essas duas situações, pois 70% de 200 bpm são 140 bpm, mas de 150 são 105 bpm. Um idoso tem uma FC de repouso na faixa de 90 bpm, uma simples caminhada já é passível de elevar sua FC para 105 bpm. Neste caso a prescrição de treinamento tem que ser bem estudada, verificar se o indivíduo não apresenta nenhuma patologia, identificar as limitações que possa apresentar, e buscar atingir os resultados que são coerentes com a idade e situação de vida de cada pessoa.

Diante dos dados apresentados acima, é muito importante a orientação de profissionais devidamente qualificados e certificados, para um exato planejamento de seu treino, objetivando os resultados que realmente você procura, com total segurança e sem colocar em risco sua saúde.

Imagens: Reprodução

Sobre o autor

Marco Regadas

Marco Regadas

Marco Regadas – Personal Trainer – Pós-graduado em Musculação e Personal pela Fefiso, certificado pelo CORE 360º, sócio proprietário da 4Life Treinamento Funcional.

Deixe um Comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: