Z1 Cidades

Piracicaba: Deinter-9 cria grupo para combater quadrilhas especializadas em ataque a bancos na região

Redação
Escrito por: Redação

Diminuir a quantidade de roubos em agências bancárias e explosões em caixas eletrônicos é o objetivo de um grupo especial de investigações criado pelo Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 9), em Piracicaba (SP). A equipe já se reuniu com responsáveis pela segurança patrimonial de instituições bancárias da região para trocar informações e discutir ações que auxiliem as apurações desses delitos e identificação dos envolvidos nas organizações criminosas.

Segundo o diretor do Deinter 9, Antonio Luís Tuckmantel, o grupo é composto pelos delegados seccionais de Limeira (SP), Piracicaba (SP), Americana (SP) e equipe da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e deve se reunir semanalmente para a discussão de estratégia. São 20 investigadores, sendo três de cada cidade atuando na área de inteligência policial. Há também policiais em treinamento para combates, se necessário.

“Havia muitos casos de grande repercussão quando se falava em roubos e explosões nos caixa eletrônicos, e isso não pode mais ficar do jeito que está”, ressalta.

Segundo Tuckmantel, o trabalho terá a ajuda de delegados e investigadores da região de Araçatuba (SP) e da Polícia Federal (PF). Os investigadores farão o cruzamento de dados para que as quadrilhas possam ser identificadas.

O delegado conta que, após o grupo especial começar a atuar, foram instaurados dois inquéritos e mais dois pedidos estão em análise pelo Poder Judiciário.

“As autoridades de segurança trocam relatos e imagens para que possamos ter conhecimento o mais rápido possível desses grupos, que não devem ser muitos, mas se dividem em vários estados”, explica Tuckmantel.

Relação com outros crimes

Segundo Tuckmantel, o aumento de casos de explosão em caixas eletrônicos e roubo a bancos está relacionado ao combate a outros crimes.

“Quando se reprime um tipo de crime, eles [criminosos] partem para outros. Por isso, o grupo precisa apurar todo tipo de delito”, diz. E acrescenta: “A atuação das autoridades de segurança não pode ocorrer apenas quando algo acontece. É preciso que haja ações bem antes disso”.

Casos recentes

O caso mais recente na região ocorreu em Elias Fausto no dia 15 de agosto. A quadrilha responsável pelo ataque à agência do Banco do Brasil tinha ao menos 10 homens que usaram no mínimo três carros, segundo a Polícia Civil. Os criminosos focaram no cofre da unidade, e não nos caixas eletrônicos. Conforme a polícia, R$ 100 mil foram levados, mas a assessoria do banco não confirmou a quantia.

Antes desse, o mais recente ocorreu há menos de dois meses, em maio deste ano, e a reforma tinha sido concluída há menos de uma semana.

Sobre os casos citados pela reportagem, as delegacias de Elias Fausto e Mombuca investigam os fatos, com auxílio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Piracicaba. As equipes trabalham em busca de elementos que auxiliem na identificação dos autores. Com informações do G1

https://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2018/08/26/deinter-9-cria-grupo-para-combater-quadrilhas-especializadas-em-ataque-a-bancos-na-regiao-de-piracicaba.ghtml

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: