Z1 Cidades

Piracicaba: Secretária pede mais denúncias contra violência doméstica após homem esfaquear namorada e se jogar de prédio

Redação
Escrito por: Redação

A secretária municipal de Desenvolvimento Social de Piracicaba (SP), Eliete Nunes, pede que a população denuncie às autoridades casos de violência doméstica e agressões contra mulher. No domingo, um torneiro mecânico de 26 anos se jogou do 11º andar de um prédio e morreu após esfaquear a namorada.

De acordo com o delegado seccional de Piracicaba, Américo Sidnei Rissato, a Polícia Civil não tinha registros anteriores de casos de violência contra o homem que se jogou. A vítima, que também tem 26 anos, seguia internada em recuperação até a tarde desta segunda-feira (13).

Jovem se jogou do 11º andar de prédio ao pensar que matou a namorada esfaqueada, segundo a polícia (Foto: Edijan Del Santo/EPTV)

Jovem se jogou do 11º andar de prédio ao pensar que matou a namorada esfaqueada, segundo a polícia (Foto: Edijan Del Santo/EPTV)

“A mulher, uma vez que esteja em relação de violação de direitor, com seu companheiro ou até com filho, a gente não sabe a faixa etária. (…) Ela deve procurar um apoio. Aqui em Piracicaba ela pode procurar o Centro de Referência de Assistência Social (Cras)”, afirma a secretária.

Além dos órgãos municipais, a vítima de violência pode procurar a Polícia Civil e o Ministério Público do Estado (MP-SP). A denúncia pode partir não somente da mulher, mas de amigos, parentes ou testemunhas de crimes.

“Se você não consegue se abrir, você fica nessa relação de falta de respeito doentia, e que pode, em muitos casos como a gente tem visto hoje, levar muitas mulheres a morte”, afirma a secretária.

Investigação

O delegado seccional afirma que pretende ouvir a vítima após a alta. “Ela vai ser ouvida a respeito dos fatos e vamos levantar elementos a respeito do que aconteceu, mas tudo indica que foi isso mesmo”, disse Rissato.

Além disso, foi pedido exame necroscópio no corpo do homem. O caso foi registrado como homicídio tentado, qualificado como feminicídio, e suicídio consumado.

O caso

Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Civil, o rapaz atingiu a jovem, também de 26 anos, em um apartamento no bairro Paulista, e pulou do prédio ao achar que tinha matado a namorada. Henrique Eugênio de Oliveira morreu no local e a jovem foi socorrida para o hospital.

Pouco antes da 1h, os policiais foram acionados para atender uma ocorrência de suicídio em um condomínio no bairro Paulista. De acordo com relato do porteiro aos militares, ele chamou a polícia após ouvir um barulho muito forte no prédio.

Ao verificar o que tinha acontecido, ele encontrou o corpo de um homem na área externa do prédio, já sem vida. Logo após acionar o síndico, ele foi procurado pela moradora do apartamento, que estava com vários ferimentos pelo corpo e pediu ajuda.

Ainda segundo consta no boletim de ocorrência, a vítima relatou para o porteiro que, após uma discussão entre o casal, ela foi esfaqueada pelo namorado no apartamento. Ao achar que a tinha matado, o rapaz pulou da sacada do apartamento, que fica no 11º andar, para cometer suicídio.

A jovem foi levada para a Santa Casa de Piracicaba com vários ferimentos, e devido ao estado de saúde, não pôde prestar depoimento à polícia. A perícia foi acionada e apreendeu uma faca de cozinha no apartamento, que teria sido usada no crime. Com informações do G1

Imagem ilustrativa

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: