Projeto Movimento LED está com inscrições abertas para iniciativas ligadas à educação

Diversos prêmios serão distribuídos, o que totalizará R$1,5 milhão

Reprodução

Estão abertas as inscrições para o Projeto Movimento LED – Luz na Educação, que premiará práticas inovadoras na educação durante a pandemia. Professores, estudantes, criadores de conteúdo e empreendedores que atuam na área da educação podem inscrever seus trabalhos, gratuitamente, até o dia 07 de fevereiro de 2022, no site do projeto.

Conforme o edital, o projeto será realizado em três pilares: uma premiação, um festival e uma plataforma de relacionamento permanente com as pessoas interessadas pelo tema. Diversos prêmios serão distribuídos, o que totalizará R$1,5 milhão.

A iniciativa da Rede Globo e Fundação Roberto Marinho visa reconhecer e premiar práticas inovadoras e pessoas que estão revolucionando o cenário do setor de educação no país. O objetivo do projeto é “encontrar pessoas, organizações e empreendedores que já tenham iniciativas em curso com a premissa de visibilizar o ‘futuro no presente’, ou seja, mapear o que está sendo feito neste momento para modificar a realidade do país promovendo uma educação de qualidade e inovadora”. O projeto avaliará os trabalhos inscritos em três categorias: educação básica (que contempla ensino fundamental 2, ensino médio e Educação de Jovens e Adultos); educação profissional e técnica; e educação não formal. Projetos que têm atuado diretamente com os impactos causados pela pandemia serão considerados com especial atenção.

No total, seis iniciativas (duas por categoria) serão premiadas com um aporte financeiro de R$200 mil cada. Além desse valor, outros R$300 mil serão pagos na categoria desafio, que será lançada durante um festival no próximo ano.

O Projeto Movimento LED – Luz na Educação tem um conselho consultivo formado pelas organizações UNESCO, Unicef, Todos pela Educação, CIEB (Centro de Inovação para a Educação Brasileira), ITS (Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio), Vale do Dendê, Porto Digital e OEI (Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura), além de apoio institucional do Consed (Conselho Nacional de Secretários de Educação) e Undime (União dos Dirigentes Municipais de Educação). A premiação foi elaborada, ainda, em parceria com a Ponte a Ponte, empresa especializada em desenvolvimento de editais de impacto social.