Z1 Cidades

Quadrilha presa em Limeira desmanchava dez carros por dia, diz Polícia Civil

Redação
Escrito por: Redação
Local usado para o desmanche era equipado com isolamento de som e veículos tinham a numeração suprimida. Quatro pessoas foram presas.

A quadrilha presa nesta quinta-feira (5) em Limeira (SP) desmanchava cerca de dez carros por dia, segundo a Polícia Civil. O galpão usado pelos homens tinha abafadores de som para evitar que vizinhos percebessem a ação criminosa, além de bloqueadores de sinal de rastreamento. Quatro suspeitos foram presos em flagrante.

A investigação da Polícia Civil de Americana (SP) que culminou nas prisões iniciou há cerca de dois meses. Segundo a corporação, houve um aumento nos registros de furtos na cidade. A partir das diligências, os policiais conseguiram localizar o galpão em Limeira para onde os veículos eram levados.

“Despertou muito a atenção é que de repente estourou, voltou a crescer de uma maneira não esperada o índice de furto de veículo aqui na cidade”, afirma da delegada de Americana Sandra Aparecida Santarosa.

No galpão, que fica em um bairro residencial, os policiais encontraram cerca de 50 carros em processo de desmonte. A quadrilha separava as peças dos veículos por tipos e vendia em lojas de peças da região.

A localização do imóvel usado pela quadrilha impressionou os policiais. “Geralmente esses locais ficam em áreas retiradas, distantes da cidade para não chamar muito a atenção e esse ficava praticamente no Centro da cidade, no entanto distante da calçada”, disse a delegada.

A ação criminosa também não era percebida pela vizinhança. “Não tinha movimentação, devia entrar de madrugada, às vezes, ou em horário que não tinha ninguém ma rua”, supõe a vendedora Michele Teixeira.

R$ 2 mil por veículo furtado

Dos quatro presos, três foram encontrados no galpão e a quarta pessoa em outro endereço de Limeira. Os três detidos no galpão eram responsáveis pelo desmanche, enquanto o homem encontrado sozinho furtava os carros e recebia cerca de R$ 2 mil por veículo.

Os crimes ocorriam principalmente em Americana, Santa Bárbara d’Oeste e Piracicaba para depois serem levados a Limeira. A polícia informou ainda que o grupo criminoso era bem estruturado e mais suspeitos podem ser identificados e presos.

Imagem: Reprodução/EPTV

Com informações do G1

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: