Marco Regadas Saúde

Queda de pressão durante o exercício? Pode ser apenas o corpo se defendendo

Marco Regadas
Escrito por: Marco Regadas

Por Marco Regadas – Segundo alguns médicos, o mal-estar que muita gente sente em determinadas situações, não tem a ver com queda de pressão, é apenas uma defesa do corpo.

Ao sentir uma indisposição momentânea, daquelas em que a cabeça parece girar, o corpo fica enfraquecido e a visão escurece, quem nunca associou a queda de pressão.

No entanto, muitas vezes, essa sensação desagradável que pensamos ser queda de pressão é apenas um esforço do corpo para se adaptar a uma nova condição ambiental. Basta o aparecimento de qualquer sintoma, como tontura, para as pessoas relacionarem esse estado com pressão baixa. Porém, em mais de 90% dos casos o problema não existe, afirma o especialista. Segundo ele, também se trata de uma lenda o fato de achar que em regiões quentes, como praias, a pressão tende a baixar.

 

Da próxima vez que imaginar que sua pressão está caindo, portanto, lembre-se de que, na verdade, pode ser apenas o seu organismo fazendo um esforço para se adaptar ao ar úmido e à pressão atmosférica do local.

Outra situação que pode desencadear a sensação de uma breve queda de pressão é quando a posição do corpo é mudada repentinamente. É que esse movimento altera subitamente a circulação do sangue. Quando se está deitado e se levanta muito rápido, por exemplo, o corpo reduz a quantidade de sangue enviada ao coração e ao cérebro. Então o organismo tenta equilibrar esse fluxo de sangue contraindo e dilatando os vasos.

A prática intensa de exercício físico e a produção excessiva de suor também fazem com que a quantidade de sangue diminua, provocada pela desidratação, e cause o mal-estar. Mas em tal situação, de acordo com o profissional, o problema pode ser controlado com a simples ingestão de água.

As mulheres são as que mais reclamam dessa sensação desagradável. Acredita que se trata mais de um sintoma emocional do que propriamente físico. A ansiedade excessiva, por exemplo, faz com que a pessoa respire rápida e profundamente, baixando os níveis de gás carbônico no sangue, explicam os médicos. Quando isso ocorrer, minha sugestão é que se procure respirar dentro de um saquinho plástico para recuperar o gás carbônico perdido, ensina. Vale lembrar ainda que outras medidas, como tomar água ou colocar o queixo próximo ao pescoço são somente estratégias para acalmar o indivíduo, não têm efeito terapêutico.

Diante de qualquer situação parecida, sempre procure praticar atividade física com a orientação de um profissional devidamente certificado e qualificado, para que possa lhe direcionar com mais segurança e priorizando sua saúde.

Imagens: Reprodução

Sobre o autor

Marco Regadas

Marco Regadas

Marco Regadas – Personal Trainer – Pós-graduado em Musculação e Personal pela Fefiso, certificado pelo CORE 360º, sócio proprietário da 4Life Treinamento Funcional.

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: