Esportes em Geral

Raikkonen supera Vettel e Hamilton, bate recorde e larga na pole

Redação
Escrito por: Redação

A Ferrari confirmou o domínio do fim de semana no treino classificatório para o GP de Monza, marcado para este domingo, às 10h10 (de Brasília). Com uma volta recorde já nos segundos finais do Q3, Kimi Raikkonen cravou 1min19s119 e conquistou a pole position para a corrida na Itália.

Sebastian Vettel (0s161 atrás) completou a dobradinha da escuderia. Lewis Hamilton, que flertou com o primeiro lugar até os segundos finais do treino, sai em terceiro, enquanto o companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas, fecha a segunda fila.

A liderança da Ferrari em casa promete esquentar ainda mais a disputa pelo campeonato mundial. Sebastian Vettel soma 314 pontos, apenas 16 a menos do que o líder Lewis Hamilton. Restam sete etapas para o fim da temporada de 2018 na categoria máxima do automobilismo.

Felipe Melo perde prestígio no Palmeiras e vê renovação ameaçada

O domínio da Ferrari em Monza começou no segundo treino livre, ainda na sexta-feira. Quando valeu a classificação, a escuderia italiana ratificou o domínio ainda na primeira parte da última atividade de sábado.

Raikkonen abriu com o melhor tempo, mas antes da metade do Q1, Vettel assumiu a ponta com uma vantagem confortável de quase 0s3 em relação às Mercedes. O piloto alemão fez 1min20s542 e se impôs diante de Lewis Hamilton.

Embora tenha evoluído em relação aos três primeiros treinos, o líder do campeonato ficou atrás da dupla ferrarista, dominante com o céu limpo na Itália -a Racing Point Force India, que se aproveitou do tempo sem chuva na primeira sessão, liderou com Sergio Perez na sexta-feira.

Todo o conforto da Ferrari terminou durante o Q2. A Mercedes optou por registrar voltas nos primeiros minutos e registrou a primeira marca abaixo dos 1min20s, com Lewis Hamilton.

A resposta dos italianos veio de maneira imediata, mas sem o conforto exibido nas sessões anteriores em Monza. Vettel reassumiu a liderança do treino com um tempo 0s013 superior ao grande rival pelo título mundial em 2018.

Enfim, a Mercedes se colocava entre os dois carros da Ferrari; Bottas apareceu em quarto, mas com mais de 0s7 de desvantagem em comparação ao melhor tempo cravado por Sebastian Vettel, que melhorou ainda mais na última volta dentro da segunda parte do treino classificatório (1min19s629). Com informações da Folhapress.

Imagem de capa: Stefano Rellandini / Reuters

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: