Indaiatuba

RMC em quase três estupros por dia em 2018

Redação
Escrito por: Redação
Foram 636 casos de janeiro a agosto deste ano, segundo a Secretaria de Segurança Pública

Desde o início do ano, foram 636 registros do crime – que também incluem estupro de vulnerável, quando as vítimas são menores. A média é de 2,7 por dia. No ano passado, no mesmo período, foram 554 casos – um aumento de 14,8%.

Em Campinas, o estupro é, ao lado da lesão corporal dolosa, o único crime que continua crescendo nos oito primeiros meses deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. A cidade concentra 188 casos, contra 167 no ano passado (alta de 12,5%).

O delegado José Henrique Ventura, chefe do Deinter-2, diz que o estupro é um crime difícil de combater porque a maioria dos casos acontece dentro de casa. Ele cita que Campinas é a única cidade do interior a contar com duas unidades da DDM (Delegacia da Mulher), e que a estrutura é suficiente para investigar os casos e buscar os agressores.

EM QUEDA 

Todos os outros crimes que constam nas estatísticas da SSP, divulgadas todos os meses, estão em queda ou mantiveram os mesmos índices nos primeiro oito meses deste ano em relação ao mesmo período de 2017 em Campinas:

Homicídio: -13,5%
Latrocínio: -33,3%
Roubo: -26,9%
Roubo de veículos: -10,7%
Roubo a banco: igual
Roubo de carga: -12,5%
Furto: -38,5%
Furto de veículos: -5,7%

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: