Z1 Cidades

São Roque: Idoso ameaçado após programa sexual financiou até carro usado para dar a golpista

Gilson Azevedo
Escrito por: Gilson Azevedo

O idoso de 60 anos que pagou cerca de R$ 30 mil a um golpista que é suspeito de extorquir outras duas vítimas em São Roque (SP), fez empréstimo e financiou um carro para entregar ao homem por medo das ameaças de morte.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito foi preso preventivamente no fim de maio, após as denúncias dos idosos.

As vítimas eram abordadas em casa por uma mulher que, de acordo com a polícia, oferecia programas sexuais em troca de dinheiro. Entretanto, dias depois, o golpista aparecia dizendo que havia descoberto a traição da esposa com os idosos e começava a exigir dinheiro mediante ameaças.

Conforme o relato do idoso, ele fez um empréstimo de R$ 10 mil, vários saques e financiou um carro usado em 48 parcelas de R$ 870 para dar ao golpista.

Ainda segundo a vítima, tudo começou depois que foi abordado pela mulher, em casa, que ofereceu o programa por R$ 50. No dia seguinte, o idoso relata que estava regando plantas no jardim quando foi abordado pelo homem.

O criminoso passou a exigir diversas quantias em dinheiro afirmando que, caso não recebesse o valor, iria matá-lo.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, o homem exigiu R$ 500, mas como o idoso não tinha, pegou R$ 350. No mesmo dia, o suspeito voltou até a casa da vítima e o obrigou a ir até uma agência bancária, onde sacou R$ 1 mil.

Depois de 15 dias, o homem ameaçou novamente o idoso e exigiu mais R$ 4 mil. Diversos outros saques foram feitos pela vítima mediante ameaça, nos valores de R$ 5 mil, R$ 6 mil, e o empréstimo de R$ 10 mil.

Em depoimento à polícia, o idoso afirmou ainda que não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH), não sabe dirigir e nunca teve interesse em comprar um carro, e que fechou negócio somente por causa da ameaça.

O suspeito de cometer a extorsão, de 37 anos, foi preso preventivamente, enquanto a mulher, de 33 anos, é investigada por participação nos casos. O homem, que tem mais de 20 passagens pela polícia, foi levado para o Centro de Detenção Provisória de Capela do Alto (SP).

Durante o depoimento, a mulher confirmou que é companheira do investigado. A suspeita também confessou que realiza programas sexuais em troca de dinheiro, mas negou participação nas extorsões.

A polícia ainda suspeita de que o homem pratica o crime há pelo menos seis meses e procura se há mais vítimas na cidade. A pena para crime de extorsão varia entre 4 e 10 anos. om informações do G1

Sobre o autor

Gilson Azevedo

Gilson Azevedo

Jornalista - MTB 0081 948/SP.
Simplesmente apaixonado por boteco.
Contato: gil@z1portal.com.br

Deixe um Comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: