Cultura Flávia Camile

Sem tudo isso, o que restaria de mim?

Flavia Camile
Escrito por: Flavia Camile

Por Flávia Camile

Se eu tirasse minhas vestes e limpasse meu rosto, o que seria de mim?

Se eu jogasse meus títulos e raspasse meus cabelos, o que seria de mim?

O que haveria quando as luzes apagassem?

O que sobraria quando as máscaras caíssem?

Carcaça de saudades… Um coração que não sorri.

Fui moldada por tantas partes da sociedade que quando olho pra fora da forma, o que sobra me envergonha.

É tão bom me sentir amada, mas e se não recebesse amor o que restaria de mim?

Seria apenas um livro esquecido na estante à espera de um leitor…

E se me cortassem as relações afetivas o que faria de mim?

Por isso eu me dedico amor, pra que os outros não mudem aquilo que construí.

Porque o que o mundo vê é a carne.

Mas, o que eu sinto é a minha pura verdade.

Imagem: reprodução

Sobre o autor

Flavia Camile

Flavia Camile

Flávia Camile atua como professora, atriz e escritora há mais de 12 anos,
desenvolvendo trabalhos voltados para a escrita de inúmeros gêneros e
já tendo recebido prêmios literários em diversos concursos nacionais.

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: