Futebol Internacional

Semifinais da Copa são as menores desde 1966 em títulos acumulados

Redação
Escrito por: Redação

Com surpresas e quedas dos maiores campeões mundiais, a Copa terá o menor número de títulos acumulados pelos semifinalistas do torneio desde o Mundial de 1966, na Inglaterra. Os quatro países que ainda disputam o troféu na Rússia somam duas conquistas na história. Há 52 anos, era só um título (o da Alemanha) entre os quatro remanescentes no torneio vencido pelos ingleses.

Em 2014, por exemplo, com Brasil, Alemanha e Argentina nas semis, eram dez conquistas acumuladas pelos finalistas.Com duas equipes que ainda não foram campeãs – Croácia e Bélgica- e outras que venceram a principal competição do futebol uma única vez – França e Inglaterra-, a decisão da competição poderá ter até dois países sem títulos na final e, consequentemente, um campeão inédito.

Zagueiro russo de 38 anos encerra a carreira após queda na Copa

O Mundial russo repete a Copa de 2002, quando dois campeões, Alemanha e Brasil, enfrentaram equipes sem conquistas, Coreia do Sul e Turquia, respectivamente, nas semifinais do torneio.Na Rússia, os campeões, França, que venceu em 1998, e Inglaterra, em 1966, tentam agora confirmar o favoritismo contra seus rivais.

Após sofrerem na primeira fase – terminaram em segundo no grupo – e nas oitavas, quando avançaram em disputa por pênaltis, os ingleses tiveram uma classificação mais tranquila neste sábado (7), pelas quartas de final. A equipe apostou no jogo aéreo, sua arma no Mundial, para vencer a Suécia, por 2 a 0, em Samara.

É a primeira vez que a Inglaterra irá a uma semifinal de Copa desde 1990. Há 28 anos, perdeu para a Alemanha e ficou em quarto lugar.A Inglaterra enfrentará a Croácia, que eliminou a Rússia, também neste sábado, em decisão por pênaltis, após empate de 2 a 2.

Para francês Giroud, semifinal de Copa sem sul-americanos é ‘revolução’

A partida que define um dos finalistas do Mundial será na quarta-feira (11), em Moscou, às 15h.Um dia antes, na terça-feira (10), o primeiro finalista sairá do duelo entre França e Bélgica, em São Petersburgo, às 15h.Dos quatro times que ainda brigam pelo título, a seleção que mais tem aparições em semifinais é a francesa, que esteve seis vezes entre os quatro melhores. “Fomos um time melhor contra o Uruguai, mas ainda há algumas imperfeições. Ainda temos muito potencial para mostrar”, disse o técnico Didier Deschamps, capitão do único título francês.

A Inglaterra fará apenas a sua terceira aparição, seguida pela Bélgica e pela Croácia, que avançaram pela segunda vez à semifinal na história. “Esse resultado [classificação] significa muito para nós e para as gerações futuras. É só a terceira fez que a Inglaterra chega às semifinais. Eu cresci vendo a seleção não chegar”, disse o volante Eric Dier. Os croatas disputam a Copa apenas pela quinta vez. Habilitada pela Fifa para jogar o Mundial só a partir de 1998, ficou fora do torneio em 2010, na África do Sul.

Já a Rússia, com a eliminação para a Croácia no sábado (8), junta-se a um pequeno grupo de anfitriões que não chegaram à semifinal. Desde 1990, apenas os EUA, em 1994, que caíram nas oitavas, e a África do Sul, eliminada na primeira fase em 2010, foram piores como mandantes. “Não sei se fomos mais longe do que esperávamos. O resultado não foi ruim. Hoje a sorte não esteve conosco”, disse Stanislav Tchertchesov, técnico da Rússia. Com informações da Folhapress e Notícias Ao Minuto.

Imagem de capa:Carlos Garcia Rawlins7Reuters

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: