Sexo

Sexo oral torna homens 4 vezes mais propensos que mulheres a ter câncer de boca

Redação
Escrito por: Redação
Isso acontece porque a doença geralmente está relacionada ao HPV, uma doença sexualmente transmissível que está afetando cada vez mais pessoas

Muito se fala sobre as doenças sexualmente transmissíveis (DST) que podem ser contraídas no sexo durante a penetração sem preservativo. Entretanto, o que muitas pessoas esquecem é que a prática oral também tem seus riscos e para os homens as consequências podem ser ainda mais graves. Estudos indicam que os caras que gostam de fazer sexo oral nas preliminares têm mais risco de desenvolver câncer de boca e garganta.

Foi constatado que os homens são quatro vezes mais diagnosticados do que as mulheres com câncer de boca – doença que está relacionada ao papilomavírus humano (HPV). Esse vírus pode ser transmitido durante o sexo e é considerado uma das DTS com maior incidência, tanto que se estima que ela afeta quatro em cada cinco pessoas no mundo.

HPV de alto risco

De acordo com informações do portal britânico “Daily Star”, por algum motivo ainda não identificado, os homens são mais propensos a serem diagnosticados com o HPV e isso é um gatilho para o câncer de boca. Fora isso, também foi identificado que é mais difícil combater essa infecção usando apenas as defesas naturais do corpo quando se é do sexo masculino.

Leia também: Fazer sexo oral em uma mulher faz bem à saúde, diz estudo

Vale lembrar que, em alguns casos, o HPV não se manifesta de forma agressiva, pois o próprio sistema imunológico do corpo consegue combater o vírus, mas tenha claro que nem sempre isso acontece. Há situações em que esse se torna um problema de alto risco e o vírus pode levar o homem a desenvolver doenças mais sérias, como o câncer na região bocal.

Homens mais vulneráveis

“Há uma boa evidência de que os homens adquirem infecções orais mais facilmente do que as mulheres, mesmo que tenham práticas sexuais similares. Na verdade, é mais do que a aquisição [do vírus], é a persistência dele. A taxa de depuração não é tão rápida nos homens”, explica Ashish A. Deshmukh, pesquisador da HPV da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos.

Leia também: Gosta de receber sexo oral? Pesquisa traz más notícias sobre a prática

De acordo com estatísticas do Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido, os homens heterossexuais de 40 a 50 anos são os mais diagnosticados com o vírus. Fora isso, o câncer de boca e garganta aumentou mais de 300% nas últimas décadas e nesses casos, o HPV foi detectado como um dos motivos principais em 70% dos casos.

Imagem de capa:shutterstock

Fonte: Deles – iG @ http://deles.ig.com.br/sexo/2018-03-11/sexo-oral-cancer-de-boca.html

 

 

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: