Futebol Brasil

Sheik completa 40 anos em meio a momento conturbado do Corinthians

Redação
Escrito por: Redação

Eliminação na Libertadores, campanha aquém das expectativas no Brasileiro e queda de treinador. De fato, o momento do Corinthians não é para se comemorar, mas em meio a tudo isso um ídolo da torcida alvinegra faz aniversário. Neste dia 6 setembro, o atacante Emerson Sheik completa 40 anos.

O clima no Parque São Jorge é tão negativo que o clube só usou as redes sociais para anunciar a contratação de Jair Ventura, e se esqueceu de parabenizar Sheik, principal nome de uma das maiores conquistas do time, a Libertadores de 2012. Apenas uma nota no site oficial foi direcionada ao aniversariante do dia.

Márcio Passos de Albuquerque, conhecido como Emerson Sheik no mundo do futebol, nasceu em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. Depois de rodar por grandes cariocas, pelo rival São Paulo e pelo Oriente Médio, onde ganhou seu apelido, o atacante chegou ao Corinthians em 2011, quando tinha 32 anos.

Logo em sua primeira temporada pelo Timão, conquistou o Campeonato Brasileiro, mas a glória maior viria no ano seguinte. Depois de passar em branco nas oitavas e nas quartas, o camisa 11, á época, marcou o gol da vitória corintiana na Vila Belmiro pela primeira partida das semifinais da Copa Libertadores. Na volta, o Corinthians soube administrar a vantagem e garantiu vaga na finalíssima, eliminando o Santos de Neymar.

Na decisão, após empate por 1 a 1 na La Bombonera, Emerson infernizou os zagueiros argentinos e marcou os dois gols do triunfo alvinegro sobre o Boca Juniors, que garantiram o inédito título continental para o time do Parque São Jorge. Para coroar a trajetória do brasileiro naturalizado catariano, os comandados de Tite ainda conquistariam o Mundial de Clubes daquele ano e a Recopa Sul-Americano e o Paulista de 2013, mesmo atuando menos.

Em abril de 2014, já com Mano Menezes no comando da equipe, Emerson perdeu ainda mais espaço e acabou emprestado ao Botafogo, onde ficou até o final do ano, retornando ao clube paulista. Sem a mesma potência de antes e com atribulações extracampo nas costas, a diretoria alvinegra optou por não renovar seu contrato, encerrado em junho de 2015.

Dois anos e meio depois, com passagens de pouco destaque por Flamengo e Ponte Preta, Sheik retornou ao Corinthians com contrato até a metade de 2018, quando renovou seu vínculo e declarou o amor pelo clube, prometendo encerrar a carreira no final da temporada. “Esse é o último contrato que assino enquanto atleta de futebol. Então vou encerrar minha carreira aqui no Corinthians, um lugar que eu amo, que eu fui extremamente feliz por todos esses anos”, disse na oportunidade.

Com informações da Gazeta Esportiva
Imagem de capa: reprodução/Fernando
Dantas/Gazeta Press

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: