Z1 Cidades

Sorocaba: Defesa de estudante de medicina preso por asfixiar namorada e andar com corpo dentro do carro alega insanidade mental

Redação
Escrito por: Redação

A defesa do estudante de medicina preso suspeito de matar a namorada Patrícia Koike e andar com a vítima morta no carro, em Nova Iguaçu (RJ), no dia 9 de abril, alegou à Justiça que o réu não está ou não estava apto mentalmente quando cometeu o crime.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima foi espancada e asfixiada pelo namorado. Os dois se conheceram no interior de São Paulo, onde começaram um relacionamento quando estavam na escola e se mudaram para o Rio de Janeiro para fazer curso superior.

O caso corre pela 4ª Vara Criminal de Nova Iguaçu. O advogado do estudante não foi localizado para falar sobre o assunto.

Segundo a família da vítima, por conta da alegação de insanidade mental, o processo foi suspenso e a Justiça designou um perito para avaliar o réu.

Faculdade de medicina

Patrícia se preparava para tentar faculdade de medicina, a mesma que Altamiro cursava. Antes de dividirem o mesmo teto, a jovem morava com a mãe e o irmão, em Sorocaba, e o pai, Miguel Koike, trabalhava no Japão.

O plano da família da vítima era trabalhar e juntar dinheiro no Japão para pagar os estudos dela, no Brasil.

Saiba mais

https://g1.globo.com/sp/sorocaba-jundiai/noticia/2018/09/15/defesa-de-estudante-de-medicina-preso-por-asfixiar-namorada-e-andar-com-corpo-dentro-do-carro-aleg

Imagem: reprodução/Facebook

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: