Sorocaba: Deic desarticula quadrilha de golpistas durante a Operação Ripley

Cinco suspeitos foram presos na zona leste de São Paulo

71
SSP/SP

A Polícia Civil prendeu, na última segunda-feira (13), cinco integrantes de uma quadrilha de golpistas que fizeram mais de 50 pessoas vítimas nas cidades de Sorocaba e São Paulo. As detenções aconteceram na zona leste da capital paulista, durante a Operação Ripley.

Os trabalhos foram realizados por agentes da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) que, após cerca de quatro meses de investigação, identificaram que os criminosos se passavam por agentes do Ministério da Saúde e chegavam até as vítimas através de uma falsa pesquisa sobre a Covid 19.

Os suspeitos tentavam conseguir o máximo de dados possíveis e com isso clonar o aplicativo de mensagens das vítimas. Além de perguntas sobre o perfil da pessoa, um número, que eles alegavam ser do ‘protocolo de atendimento’, era enviado para os telefones dos participantes.

No entanto, essa numeração era, na verdade, um código que uma vez compartilhado, dava total acesso aos contatos dos aparelhos. Com isso, os acusados se passavam pelos donos dos celulares, simulavam diversas situações e pediam dinheiro para parentes e amigos.

O grupo possuía uma série de contas bancárias para dificultar o rastreamento das transações. Mesmo assim, os núcleos financeiros e operacional da quadrilha foi descoberto, sendo que diante das provas a Justiça prontamente expediu mandados de prisão e busca e apreensão ao loca.

Ao todo foram cumpridas 12 ordens judiciais em diferentes imóveis, na zona leste de São Paulo, a maioria no bairro de Itaquera. Durante as atividades, foram apreendidos 14 celulares, um notebook, 18 cartões bancários, duas máquinas de cartões, além de três comprovantes e recibos de fraudes.

Além disso, cinco pessoas encontradas durante as diligências foram presas e devem responder por estelionato, organização criminosa e invasão de dispositivo de informática.