Z1 Cidades

Sorocaba: Namorada do empresário dono de sobrado onde idosa morreu ao cair de janela é ouvida pela polícia

Redação
Escrito por: Redação
Vítima também tinha um relacionamento com o idoso e estava com ele no dia da queda do imóvel quando a outra mulher chegou. Polícia de Sorocaba investiga o caso como violência doméstica; defesa de empresário alega ‘fatalidade’.

A Polícia Civil ouviu a namorada do idoso dono do sobrado onde a costureira Vera Lúcia Moreira de Sousa, de 61 anos, teria caído da janela ao ficar pendurada em um lençol, de acordo com a primeira versão que o empresário Antonio Inácio Ribeiro Filho, de 68 anos, deu à Polícia Militar, em Sorocaba (SP).

O empresário relatou à PM que Vera estava passando a noite na casa dele, no bairro Parque Três Meninos, quando sua namorada chegou. Os dois então tiveram a ideia dela sair pela janela usando um lençol como corda, mas ela caiu durante a descida na madrugada do dia 29 de julho, segundo relato do homem.

A vítima, com quem Antonio vinha tendo um relacionamento amoroso há cerca de um mês, conforme a família dela, foi encaminhada à Santa Casa e levada para o Conjunto Hospitalar de Sorocaba, onde teve morte cerebral. O corpo da vítima foi enterrado na sexta-feira (3).

A investigação não divulgou o teor da depoimento da mulher que chegou à casa de Antonio, também tratada como testemunha. Ela não atendeu as ligações do G1 e disse, por meio de um conhecido, que não vai falar sobre o caso.

As câmeras de segurança da casa foram retiradas pela polícia e encaminhadas à perícia. Os laudos ainda não foram emitidos. Por telefone, um filho de Antônio disse que aguarda as investigações e afirma que o pai é inocente.

Antonio chegou a falar rapidamente com a imprensa na frente da delegacia. Na ocasião, afirmou que tudo “foi uma fatalidade”. O caso é apurado como violência doméstica pela DDM.

Relacionamento recente

Familiares de Vera Lúcia ouvidos pelo G1 dizem que o relacionamento dela com o empresário – que tinha ficado viúvo há aproximadamente um mês – era recente.

O filho dela, Antonio Cândido, declarou à Polícia Militar que os dois estavam juntos há cerca de 20 dias, mas tinham terminado o namoro. Para tentar uma reconciliação, o empresário chamou a idosa para jantar na casa dele naquela noite de sábado.

A equipe do hospital que recebeu Vera Lúcia descreveu que ela chegou seminua, o que o empresário negou em entrevista na saída da delegacia na quarta-feira (1º).

Os profissionais também relataram que ela tinha um hematoma galeal (o popular “galo”) na nuca, e que suas pupilas não reagiam à luz, indicando lesão neurológica. O diagnóstico era trauma crânio-encefálico grave.

Imagem: Facebook/Reprodução

Com informações do G1

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: