Z1 Cidades

Sorocaba: PM faz alerta sobre suspeitos que dizem ser do ‘Vizinhança Solidária’ para tentar entrar em casas

Redação
Escrito por: Redação
Moradores de Sorocaba (SP) relatam que homens pediram para fazer vistoria nas residências e teriam apresentado formulário do programa de prevenção de ocorrências. Polícia orienta a ligar no 190.

Golpistas estão se passando por policiais militares e oferecendo orientações sobre o programa Vizinhança Solidária, desenvolvido em bairros de Sorocaba (SP). A PM alerta que, quando desconfiarem de algum suspeito ou quiserem confirmar a identidade da pessoa que se apresenta como policial, os moradores podem ligar para o 190.

Uma moradora, que pediu para ter a identidade preservada, foi abordada no portão de casa por um homem que se passou por policial militar. A vítima relata que o suspeito ofereceu serviços de segurança e pediu para fazer uma análise de risco na casa.

“Ele falou ‘Oi, tudo bem? Você mora aqui?’, eu falei: ‘moro’. Aí ele apresentou que é da Vizinhança Solidária, da PM, e se ele podia entrar para conhecer a casa”, relata. A moradora conta ainda que o homem perguntou se ela morava apenas com a mãe, o que levantou suspeitas.

O episódio se espalhou pelo bairro e deixou os vizinhos em alerta. Uma das vizinhas disse que chegou a preencher um formulário entregue pelo suspeito.

O papel apresentado às vítimas é de uso exclusivo da Polícia Militar no programa Vizinhança Solidária. Por isso, a corporação acredita que os criminosos tenham obtido o documento pela internet. Conforme a PM, os moradores são abordados por dois homens bem vestidos.

Investigação

O serviço de inteligência da PM trabalha para identificar os suspeitos que tentam aplicar golpes.

“Orientamos a comunidade a não abrir o portão, porque as únicas pessoas que estão autorizadas a fazer vistorias e orientações ligadas ao programa Vizinhança Solidária são os policiais militares identificados com uniforme e viaturas”, explica o subtenente da Polícia Militar, Joel Ribeiro.

O programa de segurança pública Vizinhança Solidária teve início na Inglaterra e nos Estados Unidos há cerca de três décadas. O projeto chegou no Brasil há sete ano e já é desenvolvido em 10 estados do país.

Mais de 40 bairros de Sorocaba participam da iniciativa, que é referência no combate à violência e criminalidade. Em um bairro da zona leste do município, os roubos diminuíram quase 70% desde a adesão ao programa.

Quando os vizinhos percebem alguma atitude suspeita, acionam a polícia imediatamente. “Eu não deixo entrar [ninguém] e ligo para o 190, porque a gente sabe como é o procedimento. Tanto é que quando houve, a pessoa ligou para o 190 e o bandido saiu correndo”, afirma Sílvia Regina Silva, professora aposentada.

“Muitas pessoas vão sair na rua, se for em um horário indevido, alguém acende a luz. Se for à noite, alguém dispara um alarme de carro. O bandido só quer facilidade, ele não fica neste caso. O importante é você trabalhar na prevenção, sempre se antecipar ao passo que ele vai dar”, diz o morador João Carlos Bela.

Imagem:  Reprodução/TV TEM

Com informações do G1

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: