Z1 Cidades

Sumaré: Polícia investiga como engenheiro conseguiu arma usada para matar ex-mulher

Redação
Escrito por: Redação

A Polícia Civil quer saber como o engenheiro Evandro Humberto Rizza, de 45 anos, conseguiu o revólver usado para matar a ex-mulher, Renata Basso Beisman, de 46 anos, e cometer suicídio na manhã desta sexta-feira (12), em Sumaré (SP). O casal tinha dois filhos.

O revólver calibre 38 apreendido na cena no crime está com a numeração intacta. O engenheiro tinha até um estojo com munição e chegou a recarregar a arma. Foram sete disparos. Segundo algumas pessoas ouvidas pela polícia nesta sexta, o motivo do crime seria ciúmes. O casal estava separado havia alguns meses.

O crime ocorreu logo pela manhã, em um condomínio no bairro Parque Floresta, em Sumaré (SP). Segundo a polícia, Evandro foi até o imóvel com a informação de que iria buscar os dois filhos do casal, um de 6 e outro de 10 anos.

De acordo com a polícia, o engenheiro pediu que os filhos fossem para a casa de um vizinho e ficou sozinho com a ex-companheira. Houve uma discussão e tiros foram disparados na residência.

Os corpos foram encontrados pelo pai do engenheiro. Segundo a Polícia Militar, Renata estava morta em um dos lados da cama, e Evando no outro, com a arma no chão.

Os corpos de Evandro e Renata foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Americana (SP) e o laudo será enviado à Delegacia da Mulher, que irá apurar o caso. O crime foi registrado no 3º Distrito Policial de Sumaré.

O corpo de Renata será velado a partir das 21h desta sexta (12) e enterrado às 9h de sábado (13) no Cemitério Municipal de Nova Odessa. A funerária não foi autorizada a informar o local onde o corpo de Evandro será enterrado. Com informações do G1

Imagem: Reprodução/EPTV

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: