Violência

Suspeito de matar torcedor da Ponte se entrega e alega legítima defesa Homem, de 31 anos, foi indiciado por homicídio doloso Suspeito de matar torcedor da Ponte se entrega e alega legítima defesa

Redação
Escrito por: Redação
Homem, de 31 anos, foi indiciado por homicídio doloso.

Um suspeito de matar o pontepreteano Leonardo Bernardes, de 18 anos, no último sábado (5), se apresentou à Polícia Civil de Campinas. O torcedor do Guarani alega legítima defesa para o crime.

Segundo o Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o homem, de 31 anos, foi indiciado por homicídio doloso – quando não há a intenção de matar, noticia o portal UOL.

Conforme Rui Pegolo, delegado titular do DHPP, “a Polícia, através de provas testemunhais, imagens que circularam na internet e imagens da região do crime, conseguiu apurar a autoria do delito. O autor compareceu aqui, justificou legítima defesa que será agora objeto de aprofundamento no inquérito. Ele foi indiciado por homicídio doloso”.

Na explicação do autor do disparo, ele estava em sua residência e somente reagiu a um ataque feito por torcedores da Ponte Preta.

“O atirador, torcedor do Guarani, alegou que estava na sua casa, reunido com alguns amigos, quando foram surpreendidos pegos de surpresa por torcedores da Ponte Preta que o cercaram na casa, razão pela qual ele entrou na residência para se preservar das agressões, uma vez que os torcedores do Guarani estavam munidos de pedras e pedaços de pau”, contou o policial.

Como única alternativa para preservar sua vida, o torcedor do Guarani sacou uma arma de fogo e efetuou disparos contra as pessoas, sem fazer mira contra nenhum deles”, disse.

O delegado explica que o homem de 31 anos ainda não foi detido porque a investigação ainda reúne informações para pedir a prisão. Por isso, ele responderá pelo crime em liberdade.

O policial civil desmente a versão de que os torcedores de Guarani e Ponte Preta haviam pré-agendado uma briga pelas redes sociais. De acordo com Rui Pegolo, está comprovado que o confronto partiu da torcida alvinegra.

O delegado também afirma que o suspeito negou pertencer a alguma organizada do Guarani. Outras oito pessoas já foram ouvidas e a próxima etapa, segundo ele, é identificar mais torcedores envolvidos na briga.

Imagem:  Reprodução

Com informações do Notícias ao Minuto

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: