Marco Regadas Saúde

Todo mundo fala sobre exercícios aeróbios e anaeróbios, mas o que significam esses termos

Marco Regadas
Escrito por: Marco Regadas

Por Marco Regadas –  Todo mundo fala sobre exercícios aeróbios e anaeróbios, mas o que significam esses termos? Tanto o aeróbio, quanto o anaeróbio, está ligado ao tipo de metabolismo energético que está sendo utilizado, mas isto não tem relação com os efeitos resultantes dos exercícios. Ambos os tipos podem ser de intensidade leve, moderada ou forte.

No exercício aeróbio, o oxigênio funciona como uma fonte de queima dos substratos que produzem a energia transportada para o músculo em atividade. O exercício aeróbio é considerado de longa duração, contínuo e de baixa e moderada intensidade, pois estimula a função dos sistemas cardiorrespiratório e vascular, e também o metabolismo, porque aumenta a capacidade cardíaca e pulmonar para suprir de energia o músculo a partir do consumo do oxigênio, por isso o nome aeróbio. Estes exercícios utilizam vários grupos musculares ao mesmo tempo e a duração dos movimentos influencia mais do que a velocidade, caracterizando se a atividade é suave, moderada ou exaustiva. São exemplos de exercícios aeróbios: caminhar, correr, andar, pedalar, nadar, dançar, dentre outros.

O exercício anaeróbio utiliza uma forma de energia que independe do uso do oxigênio, por isso o termo anaeróbio. É um exercício de alta intensidade e curta duração, que envolve um esforço intenso realizado por um número limitado de músculos e há produção de ácido lático. São exemplos de exercícios anaeróbios os exercícios de velocidade com ou sem carga, de curta duração e alta intensidade, como a corrida de cem metros rasos, os saltos, o arremesso de peso, exercícios de força ou exercícios resistidos, como a musculação.

Os movimentos que realizamos no nosso dia-a-dia são um misto de atividades físicas aeróbicas e anaeróbicas e sempre citamos que um programa completo de exercícios deve apresentar os dois tipos de atividade física para melhorar a resistência cardiorrespiratória, fortalecer os músculos, desacelerar a perda de massa muscular e evitar a perda de massa óssea, além de muito alongamento para manter e melhorar a flexibilidade muscular.

Para perda de gordura corporal, ambos os exercícios (aeróbios e anaeróbios) produzem efeitos, pois irão acelerar o metabolismo. Mas o ideal é associar estes dois tipos de exercícios a dieta alimentar, pois terão a função de acelerar o metabolismo e de produzir um pequeno déficit calórico, obrigando o organismo a metabolizar as reservas de gordura.

Para que você possa alcançar os objetivos desejados, procure sempre um profissional adequado e devidamente certificado para uma correta orientação e planejamento tanto nutricional quanto do treinamento.

Imagens: Reprodução

Sobre o autor

Marco Regadas

Marco Regadas

Marco Regadas – Personal Trainer – Pós-graduado em Musculação e Personal pela Fefiso, certificado pelo CORE 360º, sócio proprietário da 4Life Treinamento Funcional.

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: