Três mulheres brutalmente mortas no 1.º dia do ano na França

As mulheres foram vítimas dos seus namorados ou ex-namorados.

Reprodução

O 1.º dia do mês de janeiro ficou marcado por homicídios brutais na França. Três mulheres foram mortas pelos seus parceiros ou ex-parceiros.

Estes crimes chocaram muitos franceses e geraram um novo apelo em relação à justiça do país. Os cidadãos pediram que as medidas aplicadas a quem comete violência contra mulheres e crianças sejam mais pesadas.

Em declarações à CNN, Marylie Breuil, porta-voz de um grupo de campanha feminista francês – ‘Nous Toutes’ -, disse que embora as mortes tenham sido “chocantes”, os ativistas no país infelizmente “não ficaram surpreendidos”, frisando que “a violência não para com o Ano Novo”.

De acordo com a polícia, no dia 1 de janeiro, uma mulher de 56 anos foi encontrada morta com uma faca no peito em Labry, no nordeste do país, após as autoridades terem sido chamadas ao local devido a uma denúncia de distúrbios domésticos.

No segundo caso, uma mulher de 28 anos foi morta à facada perto de Saumur, no oeste de França e, por último, o corpo de uma mulher de 45 anos foi encontrado no porta-malas de um carro em Nice, após ter sido estrangulada.

Em 2021, milhares de pessoas saíram às ruas de França para se manifestarem relativamente à violência que ocorre contra as mulheres e, em alguns casos, os seus filhos.