Z1 Cidades

Várzea Paulista: ‘Grávida’ que sumiu e reapareceu sem o bebê é indiciada por falsidade ideológica

Redação
Escrito por: Redação
Moradora de Várzea Paulista (SP) chegou a ser atendida em hospital de Jundiaí em dezembro. Ela também vai responder por falsa comunicação de crime; caso continua sendo investigado.

Uma moradora de Várzea Paulista (SP) que dizia estar grávida, sumiu e depois foi localizada em Jundiaí (SP) sem a barriga de gestante ou o bebê foi indiciada por falsidade ideológica e falsa comunicação de crime. A informação foi confirmada pela Polícia Civil, que ressaltou que o inquérito ainda não foi concluído.

Amigos e parentes da mulher chegaram a lançar uma campanha nas redes sociais após ela sumir quando saiu para procurar atendimento por passar mal, no dia 16 de dezembro do ano passado. No dia seguinte ela foi encontrada.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Marcel Fehr, em depoimento à Polícia Civil um dia após ser encontrada, a mulher disse estar confusa.

Ela contou aos parentes que o bebê morreu, mas não tinha nenhuma documentação para comprovar a morte. O G1 tentou contato com a mulher, mas ela não atendeu aos telefonemas.

O companheiro dela, que preferiu ter a identidade preservada, disse aoG1, na ocasião, que estava trabalhando quando ela teria sentido dores e procurado ajuda na unidade de saúde do município, antes de ser transferida para um hospital, quando sumiu.

De acordo com a investigação, os hospitais de Jundiaí e cidades vizinhas não têm registros de atendimento da gestante. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) também não fez o encaminhamento dela para uma unidade de saúde, segundo informado à Polícia Civil.

Em nota ao G1, o Hospital Universitário de Jundiaí confirmou que a paciente passou por atendimento no pronto-socorro ginecológico, mas apenas no domingo, dia 17 de dezembro, às 17h58, quando ela já havia sido encontrada.

A unidade hospitalar não revelou detalhes do atendimento por sigilo médico. A moradora já prestou dois depoimentos e manteve a mesma versão.

‘Não tem lógica’

Ainda segundo o marido, a mulher estava para dar à luz quando passou mal e procurou ajuda médica, antes de desaparecer. Ela e o rapaz moram juntos, mas não são casados.

“O que eu sei é o que todo mundo sabe. Eu, como pai, quero saber de fato o que aconteceu. Está na mão da Justiça, que descubram o que de fato aconteceu nesse mistério”, disse o rapaz.

O casal chegou a comprar móveis e roupas para o bebê. A mulher também publicou algumas fotos no Facebook para mostrar a barriga.

“Eu sentia o bebê mexer, as irmãs dela sentiam também. Nós ainda compraríamos mais coisas de criança, não íamos gastar tudo isso se não tivesse bebê. Não tem lógica falarem que ela não estava grávida”, diz o companheiro.

Imagem: Arquivo pessoal

Com informações do G1

Sobre o autor

Redação

Redação

Deixe um Comentário

%d blogueiros gostam disto: