17.3 C
Indaiatuba

Vereadores de Indaiatuba sugerem programa de educação ambiental nas escolas e aprovam telhado verde nas construções

Em razão do recrudescimento da pandemia na região, a sessão foi realizada em ambiente virtual; vereador Índio da Doze testou positivo para covid

A Semana do Meio Ambiente, comemorada em todo o mundo entre os dias 5 e 9 do mês de junho, recebeu a devida atenção da Câmara de Indaiatuba. Na sessão desta segunda-feira (7), o presidente Pepo Lepinsk e os vereadores Décio Rocha, Wilson Índio da Doze e Leandro Pinto apresentaram indicação ao prefeito sugerindo a implantação de Programa de Educação Ambiental nas escolas da rede pública municipal. Segundo eles, promover a educação ambiental entre crianças e jovens e conscientizá-los da importância do tema, em especial acerca dos espaços já consagrados à preservação da natureza no município, são os principais objetivos da proposta.

Os vereadores sugerem que, no programa, os alunos possam participar de atividades relacionadas ao tema, como desenvolver trabalhados com materiais reciclados. “Objetivamos estabelecer um processo de educação ambiental participativo, inserir a temática na agenda de órgãos públicos e privados, integrar diferentes iniciativas e promover a sustentabilidade por meio de formações críticas e reflexivas com a comunidade”, afirmam.

Verde nas construções

Na sessão de ontem, a 15ª ordinária do ano, a Câmara também aprovou, em primeira votação, alteração no Código de Edificações do Município, acrescendo dispositivo que permite a instalação de equipamentos que busquem promover a melhora da qualidade ambiental e da paisagem urbana. De autoria de Ricardo França, o projeto de lei prevê a possibilidade de implantação do chamado “telhado verde” sobre lajes e demais coberturas. Pela proposta, a vegetação a ser utilizada deverá ser apropriada para o local, resistir ao clima tropical e consumir pouca quantidade de água. A segunda e definitiva votação do projeto deve ocorrer nas próximas semanas.

Coronavírus

A sessão legislativa foi realizada em ambiente virtual, em razão do recrudescimento da pandemia do coronavírus na região. Nos últimos dias, os hospitais de Indaiatuba apresentaram lotação nas enfermarias e nas UTIs exclusivas para internação de pacientes infectados com o vírus. Um dos infectados é o vereador Wilson Índio da Doze. Em isolamento, o vereador não pôde participar da sessão.

Saudação

O acesso do Esporte Clube Primavera à série A2 do Campeonato Paulista, conquistado domingo com a vitória por 1 a 0 sobre o Votuporanguense, foi saudado pelos vereadores. Um dos times de futebol mais tradicionais do interior do Estado, fundado em 1927, o Primavera volta à série A2 depois de 34 anos. Moções de congratulações ao clube e ao seu presidente Eliseu Aparecido foram apresentadas pelos vereadores Arthur Spíndola, Ricardo França, Pepo Lepinsk e Leandro Pinto.

Confira outras propostas apresentadas:
Silene Carvalini indicou ao prefeito a reorganização das vagas de estacionamento em dois quarteirões da rua Ademar de Barros. De acordo com a vereadora, com o estacionamento voltado ao lado esquerdo da via ficará facilitada a visão dos motoristas que acessam a Ademar de Barros vindos da rua 11 de Junho.
Alexandre Peres solicita a colocação de mais lixeiras nos locais onde são realizadas as feiras livres no município, “para a manutenção da higiene, facilitando a limpeza e evitando odores”.
Ricardo França sugere a ampliação do Programa Saúde da Família – programa que busca prevenir doenças e estabelecer um contato mais próximo com a família visitada, criando assim laços afetivos e orientando acerca de práticas preventivas. “No entanto, o programa encontra-se ainda muito limitado em Indaiatuba, merecendo maior atenção e a sua respectiva expansão por parte da administração municipal.
Wilson Índio da Doze indicou ao prefeito que seja realizado a testagem em massa para Covid 19 na população de Indaiatuba, uma vez que não se sabe a porcentagem de infectados no município. A testagem, segundo o vereador, auxilia no controle e no enfrentamento à disseminação do vírus, e com isso na redução dos casos e na dos óbitos.
Arthur Spíndola defende a criação de uma incubadora municipal de empresas, como forma de estimular e fortalecer o empreendedorismo. “A incubadora oferecerá apoio gerencial e técnico, além de abrir um leque de oportunidades e parcerias que propiciam o desenvolvimento e o crescimento das pequenas empresas”.
Leandro Pinto apresentou a necessidade de as recepcionistas das unidades de saúde e demais profissionais que realizam atendimento ao público passarem por cursos de capacitação para atendimento ao paciente. “Muitas vezes a pessoa chega com dor à unidade de saúde e o profissional com quem a paciente tem o primeiro contato mal a olha nos olhos e não lhe dá a devida atenção. “O ser humano é bastante complexo e saber lidar com as pessoas, especialmente em situação de vulnerabilidade, exige certas habilidades. Investir em capacitação é, sobretudo, investir na saúde administrativa, operacional e financeira da entidade”.
Luiz Carlos Chiaparine pede que se diminua a profundidade da canaleta que fica na rua Sebastião Pereira da Silva com a rua Paraguai, no bairro Jardim Moacyr Arruda. “Muitos motoristas estão questionando que a canaleta está trazendo problemas para os veículos, uma vez que hoje os veículos são mais baixos e acabam raspando o para-choque no fundo, o que causa danos ao automóvel”.
Sérgio Teixeira solicita a limpeza do lago da praça de lazer do bairro Colinas I. “O lago se encontra coberto por aguapés e muito assoreado”.
Ana Bannwart sugere a implantação de um sistema ou plataforma digital para emissão de receituário médico em toda a rede pública municipal de saúde, das unidades do SUS, UBS, PSF ao hospital Dia, Centro de Especialidades e à Escola Médica. “Diversos usuários da rede de saúde relatam seus transtornos durante a compra de medicamentos em farmácias privadas, bem como no recebimento de medicamentos via farmácia pública, causados pela ilegibilidade dos receituários médicos feito a punho”.
Pepo Lepinsk solicita, em caráter de urgência, a vistoria e manutenção das grades de ferro de todos os bueiros da avenida Coronel Estanislau do Amaral, em Itaici. “As grades dos bueiros estão danificadas há meses, o que vem causando transtornos para muitos moradores da região, bem como para os motoristas que por ali trafegam”.
Décio Rocha defende a implantação de um redutor de velocidade de veículos no trecho da avenida Manoel Ruz Peres, em frente ao número 4032 no Jardim Monte Carlo. “Visitei o local e constatei a necessidade de implantação de uma lombada eletrônica visando à redução da velocidade dos veículos e, por conseguinte, do número de acidentes, atualmente muito frequentes naquele trecho da via”.
Othniel Harfuch indica ao prefeito que se abra o cadastro do sistema Minha Vacina aos profissionais de apoio que trabalham em estabelecimentos de saúde do município. “Esses profissionais têm contato com muitos pacientes diariamente nos estabelecimentos de saúde públicos e nas clínicas e consultórios médicos”.

[responsivevoice_button voice=”Brazilian Portuguese Female”]

- PUBLICIDADE Z1 -
- PUBLICIDADE Z1 -

Últimas Notícias

Séries da Netflix para maratonar após The Umbrella Academy

Sucesso na Netflix, The Umbrella Academy lançou recentemente sua 3ª temporada. Os novos episódios trazem desenvolvimentos chocantes para a trama - como a introdução da...